• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017, atualizada às 8h47

    Projeto Circuito Universitário de Cinema exibe três filmes em JF

    Da redação

    O projeto Circuito Universitário de Cinema exibe três filmes em Juiz de Fora. As sessões terão entrada franca e ocorrem nesta quarta-feira, 8 de fevereiro e nos dias 9 e 10, sempre às 19h, no Anfiteatro João Carriço.

    Após a exibição dos longas Intolerância.doc., Menino 23  e Meu Nome é Jacque, haverá debate com especialistas e militantes sociais e culturais.

    A iniciativa é da produtora carioca MPC Filmes.

    Programação

    Dia 8 |Meu Nome é Jacque

    Debatedores: Mc Xuxú e Bruna Leonardo

    Duração: 72 minutos

    Gênero: documentário

    Direção: Angela Zoé

    Classificação: 12 anos

    Sinopse: Jacqueline Rocha Côrtes é transexual, brasileira, 55 anos, vive com aids há 21. Ativista de direitos humanos e militante a favor dos soropositivos, Jacque tem a vida marcada por lutas e conquistas, inclusive como representante do Governo Brasileiro na Organização das Nações Unidas (ONU). Hoje, casada e mãe de dois filhos, mora numa pequena cidade, onde leva vida voltada para a maternidade e a família. Ao acompanhar o cotidiano de Jacque, e revisitar sua trajetória, o filme aborda a diversidade e apresenta os inúmeros desafios que foram rompidos pela personagem, levantando reflexão sobre preconceito, homofobia e identidade de gênero.

    Dia 9 |Intolerância.doc

    Debatedores: Cristina Guerra (advogada) e Luiz Carlos Jr.

    Duração: 85 minutos

    Gênero: documentário

    Direção: Susana Lira

    Classificação: 14 anos

    Sinopse: Mergulha em aspecto da sociedade brasileira pouco abordado com profundidade: o crescimento dos crimes de ódio e o que está por trás dos discursos de intolerância. Em um país que sempre foi reconhecido internacionalmente pela mistura de raças, ecumenismo de credos e até certa liberdade sexual, ironicamente são cada vez mais noticiados crimes de racismo, homofobia e disputas sangrentas entre gangues, torcidas organizadas e até linchamentos.

    Dia 10 |Menino 23

    Debatedores: Daniel Couto (cineasta) e Adenilde Petrina

    Duração: 80 minutos

    Gênero: documentário

    Direção: Belisario Franca

    Classificação: 10 anos

    Sinopse: Segue a investigação do historiador Sidney Aguilar sobre tijolos marcados com a suástica encontrados no interior de São Paulo. Durante os anos 30, nazistas brasileiros levaram 50 meninos negros de um orfanato no Rio de Janeiro para a fazenda onde os tijolos foram achados. Eles for am escravizados pelos Rocha Miranda, família da elite brasileira que não escondia sua paixão pelo nazismo. Com a queda de Hitler, a família abortou o projeto e expulsou os meninos da fazenda, deixando-os ao seu próprio destino. Sobreviventes compartilham pela primeira vez suas histórias.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.