• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Sábado, 8 de julho de 2017, atualizada às 10h40

    Alessandra Crispin é selecionada para o 47° Festival Nacional da Canção

    Angeliza Lopes
    Repórter

    A cantora juiz-forana Alessandra Crispin participa de nova disputa musical, mas dessa vez como compositora, pelo 47° Festival Nacional da Canção (Fenac). Depois de batalhar como interprete no The Voice Brasil, a artista vai competir uma das vagas para a semifinal, com música inédita 'Raízes''. O festival divulgou esta semana os 100 selecionados, entre compositores de vários estados do Brasil e de Portugal, que passarão pelas etapas classificatórias.

    Esta é a segunda vez consecutiva que Alessandra se inscreve no Fenac. Ela conta que participar do festival é muito importante para sua carreira, principalmente, por ser um evento tradicional, com reconhecimento em todo o Brasil. “Acho bacana, não só o Fenac, mas os festivais terem como critério a música inédita. É uma forma dos músicos independentes mostrarem o seu trabalho para o público, para os outros participantes, sem contar que para o currículo artístico é muito válido. Dessa forma, vamos adquirindo bagagem e trocando figurinhas com outros artistas e suas vivências musicais”, destaca.

    Ao todo, foram mais de duas mil músicas inscritas de 24 estados brasileiros e, também, de Portugal, com ritmos e sotaques de vários cantos. Segundo o idealizador do evento, Gleizer Naves, as composições passaram por uma triagem criteriosa nas últimas semanas e o alto nível das melodias chamou a atenção da coordenação. “O festival está sempre se renovando e os novos talentos, que mostram a cara musical do país, surgem a todo momento, apresentando melodias e letras inovadoras, com ritmos muito variados”, diz.

    Entre as milhares de composições, o baião mineiro 'Raízes', da Alessandra Crispin, teve seu destaque. A música fala de amor, de descoberta e aceitação, conforme descreve a compositora. “Fiz essa canção quando percebi que minha missão era trilhar no ramo da música. Buscando na minha história, toda minha família, principalmente minha mãe, que me apoiou em todos os momentos. Quando canto e vejo a emoção das pessoas, me sinto realizada”, revela a artista. Ao som do violão, da sanfona e da moringa, o baião de Alessandra traz um arranjo, que como ela mesma diz, a “remete às montanhas de nossa terra”.

    Desde o início de sua trajetória, Alessandra compõe. Algumas delas foram mostradas em seu primeiro CD "Meu nome é Crispin".

    Agora, a artista sobe ao palco no próximo dia 11 de agosto, em São Thomé das Letras, para classificatória e eliminatória. “Peço a energia positiva e a torcida de todos, porque não será fácil. Conto com vocês!”, convida.

    Classificatórias

    O próximo desafio dos artistas é passar pelas etapas classificatórias. A primeira cidade a receber o Fenac é São Lourenço, no circuito das águas, onde o festival ocorrerá nos dias 28 e 29 de julho. Em seguida, o concurso seguirá para Extrema (4 e 5/8), São Thomé das Letras (11 e 12/8), Três Pontas (25 e 26/8) e Guapé (1 e 2/9). A final acontecerá no berço do festival, Boa Esperança, nos dias 7,8 e 9 de setembro.

    Em cada cidade serão apresentadas 20 músicas e um júri especializado escolherá quatro, totalizando 20 semifinalistas, que serão reapresentadas nos dias 7 e 8 de setembro, em Boa Esperança. Cada uma delas já terá garantido um prêmio mínimo de R$ 2.500.

    Destas, apenas dez irão para a final. Além de garantir uma premiação mínima de R$ 3.500 elas concorrerão aos maiores prêmios e ao troféu Lamartine Babo.

    Produções

    Atualmente, Alessandra Crispin está com as produções 'Samba da Crispin' e 'Sambalele', além do projeto 'Nua', quando apresenta para o público suas novas canções e releituras de músicas que lhe inspiram. No outro trabalho, em parceria com o violonista João Paulo Lanini, chamado 'Dois Sabiás', a artista busca resgatar as canções da cultura local de forma livre e plena, ressaltando arranjos originais.

    Além disso, a juiz-forana integra o movimento 'Guerreiras de Clara', que reúne mulheres que homenageiam a grande cantora mineira Clara Nunes.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.