Teatro Paschoal Carlos Magno será inaugurado nesta sexta-feira

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
1/03/2018

O Teatro Paschoal Carlos Magno será inaugurado nesta sexta-feira, 2 de março, com solenidade presidida pelo prefeito Bruno Siqueira, reunindo cerca de 400 convidados. A cerimônia terá apresentação da Orquestra Sylvio Gomes, do pianista Guilherme Veroneze, além de um cortejo do Programa Gente em Primeiro Lugar e a mostra Catálogo, que reúne obras de 54 artistas locais.

No fim de semana, dias 3 e 4, o teatro será aberto ao público, com apresentações musicais - Joãozinho da Percussão e Cacaudio, no sábado, e Dudu Lima, no domingo -, além do espetáculo Calango Deu! Os Causos da Dona Zaninha, da Companhia Caititu, que será encenado nos dois dias. Baseada na cultural popular mineira, a peça é escrita e encenada por Susana Nascimento.

Segundo a assessoria da Funalfa, o acesso ao teatro nos finais de semana se dará por meio de convites que serão distribuídos na sede da fundação, na sexta-feira, das 9h às 17h. Cada pessoa poderá retirar até dois convites, mediante apresentação do CPF. Também haverá distribuição de convites na portaria do Paschoal, no final de semana, a partir das 18h.

O teatro, localizado à Rua Gilberto de Alencar – atrás da Igreja de São Sebastião – Centro, ficou fechado por 37 anos. A história da casa de espetáculos teve início em 1979 quando o dramaturgo carioca Paschoal Carlos Magno (1906-1980) esteve em Juiz de Fora para prestigiar uma peça do Grupo Divulgação. Na ocasião, ele sugeriu ao então prefeito Francisco de Mello Reis que erguesse um teatro municipal.

A obra teve início em 1981. No entanto, os trabalhos foram marcados por imprevistos, como a instabilidade do terreno escolhido e a necessidade de indenizar proprietários de imóveis vizinhos, cujas estruturas foram abaladas. Com o estrangulamento orçamentário provocado pelos gastos não programados, as obras foram suspensas.

Cerca de 30 anos depois, em sua primeira gestão, o prefeito Bruno Siqueira lançou-se ao desafio de superar entraves técnicos e financeiros para, ao lado de aliados resignados, como o ex-superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, viabilizar a conclusão do teatro, em atendimento ao clamor artístico e popular. O respaldo decisivo veio do Governo do Estado de Minas e da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), que aportou recursos da ordem de R$ 6 milhões, permitindo a retomada efetiva da construção em 2014.

Com uma estrutura moderna e multiuso, o equipamento tem condições de abrigar as mais variadas manifestações artísticas, do teatro à dança, das artes plásticas à música. A plateia tem 403 lugares, além de área destinada a cadeirantes.

Programação

Dia 2 – Sexta-feira
19h – Apresentação do pianista Guilherme Veroneze
20h - Cerimônia oficial com descerramento da placa
- Cortejo do Programa Gente em Primeiro Lugar
- Apresentação da Orquestra Sylvio Gomes
- Exposição Catálogo, reunindo obras de 54 artistas de JF. Curadoria de Fernanda Cruzick e Sérgio Neumann

Dia 3 – Sábado
15h e 16h - Visitas guiadas, com agendamento prévio pelo e-mail imprensa.funalfa@pjf.mg.gov.br
17h - Show com Joãozinho da Percussão e Cacaudio
19h - Espetáculo teatral Calango Deu! Os Causos da Dona Zaninha

Dia 4 – Domingo
15h e 16h - Visitas guiadas, com agendamento prévio pelo e-mail imprensa.funalfa@pjf.mg.gov.br
17h - Show com Dudu Lima
19h - Espetáculo teatral Calango Deu! Os Causos da Dona Zaninha

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.