• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura
    Sábado, 4 de abril de 2020, atualizada às 10h14

    Funalfa divulga lista dos 60 projetos contemplados pela Lei Murilo Mendes

    Da redação

    Sessenta projetos foram contemplados na Edição 2019 do Programa Cultural Murilo Mendes, promovido pela Prefeitura de Juiz de Fora, sob gestão da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). O resultado final do processo seletivo foi publicado à meia-noite desta sexta-feira, 3 de abril, no Diário Oficial do Município, nas redes sociais da Funalfa e no site funalfa.com.br/murilomendes. “Queremos que o setor cultural de Juiz de Fora se faça cada vez mais exuberante, ajudando nossa população a ter mais leveza para atravessar a crise causada pela pandemia de covid-19”, declarou o prefeito Antônio Almas, durante anúncio da liberação do resultado da Lei Murilo Mendes.

    Na edição 2019 foram inscritos 474 projetos, sendo 127 de “Baixo Custo” (teto de R$ 8 mil), 324 de “Médio Custo” (teto de R$ 35 mil) e 23 na modalidade “Incentivo a Festivais” (de R$ 80 a R$ 100 mil). Entre os contemplados há 22 projetos de “Baixo Custo”, 35 de “Médio” e três “Festivais”. As propostas inscritas no programa passaram pelas seguintes etapas de avaliação: análises documental, de pareceristas (especialistas nas diversas áreas culturais, oriundos de diferentes regiões do Brasil e previamente cadastrados pela Funalfa) e da Comissão Municipal de Incentivo à Cultura (Comic) que é formada por representantes do Poder Público e da classe artística, escolhidos em eleição específica e indicados pelo Conselho Municipal de Cultura (Concult).

    Conforme a gerente do Departamento de Fomento à Cultura da Funalfa, Tamires Fortuna, os trabalhos da Comic foram orientados pelo Plano Municipal de Cultura (PMC), que defende divisão equilibrada de recursos entre as diversas áreas culturais. “Instrumento valioso para a implementação de políticas culturais de Estado, o PMC foi fundamental para auxiliar a Comic na reta final. Após a escolha dos ‘Festivais’, novidade desta edição do edital, tínhamos que encontrar alguma régua para definir quais, dentre todos os projetos aprovados, seriam contemplados. A opção por buscar equilíbrio do investimento financeiro, em projetos de ‘Médio’ e ‘Baixo Custo’, veio daí.”

    O arte-educador e músico Vinicius Stenbach, eleito pela classe artística para compor a Comic, afirmou que “foi análise difícil, tendo em vista o grande volume de projetos e a qualidade deles, o que se confirma pelos pontos de corte elevados”. Declarando-se honrado com a oportunidade de participar do processo de seleção do Programa Cultural “Murilo Mendes”, Vinicius explicou que os projetos encaminhados à Comic traçam panorama da arte e da cultura produzida em Juiz de Fora.

    Repasses

    O diretor-geral da Funalfa, Zezinho Mancini, informou que ainda não é possível determinar datas para a liberação dos recursos: “Em função do avanço da covid-19, que tem imposto quadro de restrições e incertezas, a Secretaria de Fazenda não consegue, neste momento, estabelecer o calendário de dispêndio. Entendo que prometer data hoje e não conseguir cumpri-la é pior do que adiar o repasse. Esperamos fazer esse comunicado aos proponentes contemplados o quanto antes”. Ele observou que os desdobramentos da pandemia ainda são imprevisíveis, com regras e prognósticos mudando a todo momento, influenciando diretamente na arrecadação municipal e estadual, origem planejada do recurso.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.