Museu Mariano Procópio registra em vídeo o restauro de ilustração de 1919

A peça restaurada é um desenho feito a carvão, assinada pelo artista Carlos Rubens

da Redação - 07/07/2021

As diversas etapas da conservação e restauro de uma ilustração pertencente ao acervo do Museu Mariano Procópio, possivelmente realizada em 1919, foram gravadas em vídeo e disponibilizadas no Instragram @museumarianoprocopio e no Facebook da instituição. O trabalho foi executado pelo conservador e restaurador Aloysio de Paula Gerheim, do Departamento de Acervo Técnico e Ações Culturais (Datec), e o registro, editado pelo historiador Sérgio Augusto Vicente, é parte da estratégia da equipe técnica do espaço para apresentar ao público a rotina de cuidados com a coleção, mesmo durante o período de pandemia.

A peça restaurada é um desenho feito a carvão, assinada pelo artista Carlos Rubens e dedicada ao poeta Belmiro Braga. A obra apresentava um rasgo e foi submetida aos seguintes procedimentos: reparo com PVA neutro, aplicação de papel japonês no verso para unir as partes, reintegração estética e acondicionamento técnico.

Aloysio Gerheim explica que procedimentos permanentes e minuciosos são mantidos no Museu Mariano Procópio para garantir a integridade de peças em papel, que, além dos desenhos, incluem livros, documentos, gravuras, fotografias e pinturas, entre outros. A etapa inicial dessa prática é a chamada conservação preventiva, que consiste na vistoria periódica das peças, com o objetivo de verificar se o acervo está seguro. É necessário observar riscos como umidade, fungo, mofo, ataque de insetos e sujidade, por exemplo.

Já a fase de conservação curativa, busca estabilizar o acervo quando o dano não é significativo, com ações como reforço em encadernações frágeis e recomposição de páginas soltas ou rasgadas. É o que aconteceu, por exemplo, com a obra de Carlos Rubens, cujo restauro foi registrado em vídeo. Por fim, em casos mais complexos, as peças podem necessitar de intervenção física e/ou química.






Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Museu Mariano Procópio (@museumarianoprocopio)

Gerido pela Prefeitura de Juiz de Fora, o Museu Mariano Procópio completou cem anos de fundação no último dia 23 e consta entre os maiores e mais importantes equipamentos museológicos do país, somando mais 53 mil peças. As comemorações pelo centenário serão mantidas durante todo o ano, até junho de 2022, inclusive com possibilidade de eventos presenciais, a depender do quadro sanitário.

Com informações da PJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.