• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Livro conta a história dos movimentos comunitários de Juiz de Fora

    Obra baseada no resultado da pesquisa de mestrado relata as experiências das associações de bairros da cidade entre 1974 e1988

    Andréa Moreira
    Repórter
    16/10/2012
    Livro

    Abordar as formas de protesto e mobilização utilizadas pelos movimentos para conseguir melhorias na infraestrutura dos bairros nas décadas de 1970 e 1980, com foco no papel que as associações, sociedades pró-melhoramentos e movimentos sociais tiveram na promoção da participação política dos moradores. Este foi o fundamento utilizado por Luciana Verônica Silva Moreira para escrever o livro Movimentos Comunitários: experiências de participação em Juiz de Fora – 1974-1988.

    A obra é baseada no resultado da pesquisa de mestrado desenvolvida entre os anos de 2008 e 2010 no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). "Sempre me questionei sobre a falta de participação política da sociedade. Então, resolvi analisar uma época e ver como ocorriam os melhoramentos," explica a autora, revelando, ainda, que se surpreendeu com o resultado. "Durante minha pesquisa, observei que os movimentos comunitários daquela época desempenharam um papel importante como representantes das classes menos favorecidas socialmente. Um dos exemplos que posso citar é o encaminhamento de reivindicações ao poder público municipal, pressionando pelo seu atendimento."

    A própria experiência

    Atualmente Luciana reside no bairro Aeroporto, mas revela que foi moradora por 30 anos do bairro Industrial, o que foi um dos motivadores para estudar este tema. "Vivenciei praticamente toda a minha vida todas as dificuldades enfrentadas por bairros periféricos e como os movimentos possuem influência nestes locais."

    Alguns bairros, como Monte Castelo, Santa Luzia e São Bernardo foram mais analisados em sua obra, devido ao material disponível da época, destaca Luciana. "Minha pesquisa se baseou em reportagens, documentação das associações e documentos do município. E em certos bairros percebi uma força maior destas associações."

    Apesar de não ter realizado uma comparação dos movimentos comunitários analisados com os atuais, Luciana acredita que é possível aprender com as associações antigas. "Acredito que após 1988 muitos destes movimentos se converteram em partidos políticos. Por isso que o papel desempenhado antigamente, muitas vezes, não seja observado atualmente. Entretanto, acredito que a mobilização, a busca por melhorias coletivas e a maior participação da população seria algo que poderia ser seguido hoje."

    Serviço

    O livro Movimentos Comunitários: experiências de participação em Juiz de Fora – 1974-1988 será lançado nesta quinta-feira, 18 de outubro, na Biblioteca Redentorista, localizada na avenida dos Andradas, nº 855, Morro da Glória, às 18h30. A publicação tem recursos da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura.

    A autora

    Luciana Verônica Silva Moreira é mestre em História e doutoranda em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Além disso, a escritora também é arquivista da Congregação Redentorista/Província do Rio e atua como agente de suporte acadêmico no CAEd da UFJF.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.