• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Série da Netflix conta a história da primeira milionária self-made dos EUA


    Rafael Cardoli 28/05/2020

    Inspirado na Vida de Madam C. J. Walker, Self Made é uma série baseada na biografia On Her Own Ground: The Life and Times of Madam C.J. Walker.

    Minissérie produzida pela Netflix que traz Octavia Spencer no papel principal.

    Bom, aqui vemos uma série que aborda uma gama ampla de temáticas que poderíamos pontuar. Dentre elas: liberdade, colorismo, legado, independência, racismo, empreendedorismo, ambição, concorrência etc...

    Em quatro episódios a série consegue abordar tanta coisa que poderia facilmente ter mais quatro episódios para a história.

    Inclusive, acho que; de fato, poderia ter ali mais alguns episódios, pois em determinados momentos o desenvolvimento da produção foi corrido e teve sua trama prejudicada.

    Mas o foco da minissérie era mostrar como Madam C.J Walker conquistou sua fortuna e a produção faz isso. Faz isso e no processo narra todo o drama e a dificuldade de viver em uma época e lugar onde cor da pele é poder, cabelo é poder e ser homem é poder (ainda bem que evoluímos e hoje não é mais assim)

    Relações de poder, pode-se dizer que essa é uma das mensagens onde a produção fixa sua narrativa.

    E isso é mostrado de diversas formas em diversas situações no decorrer dos episódios. O sonho das mulheres negras daquela época era ter um cabelo bonito; cabelo bonito naquele distante contexto era ter um cabelo parecido com os das pessoas brancas, pois o padrão de beleza imposto na época era este. (ainda bem que evoluímos e hoje não é mais assim)

    Madam C.J fez sua fortuna vendendo seus produtos capilares para essas mulheres e enfrentava situações onde tinha que se provar a todo tempo. Em reuniões com futuros investidores e com futuras consumidoras de seus produtos.

    A protagonista da história enfrentou constantes desafios, traições, concorrência desleais e até um assassinato fruto do ódio racial envolvendo uma pessoa próxima, coisa que acontecia muito naquela época. (ainda bem que evoluímos e hoje não é mais assim, né)

    O diferencial dela era que possuía a capacidade de passar por essas situações sem se abalar e desistir de seu objetivo. Até porque ela não tinha muitas opções.

    Tecnicamente a série é simples, mas bem produzida. E mais uma vez Octavia Spencer mostra todo seu talento em cena.

    Rafael Cardoli é jornalista, bacharel em Comunicação Social pelo Centro Universitário Estácio Juiz de Fora, professor de Inglês na cidade de São Paulo, cursando Marketing Digital na escola Digital House, apreciador de filmes, séries e criador da página @cultumix no instagram.
    Instagram: @rafa_cardoli
    E-mail: oliveirarafa19@gmail.com

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.