Netflix lança série sul-africana Sangue e Água


Rafael Cardoli 24/06/2020

A Netflix foi o primeiro serviço de streaming de filmes e séries a se tornar popular, ditou as regras da atualidade quando falamos de produções nesse tipo de plataforma.

Tão importante quanto ditar uma nova forma de consumir conteúdo é também saber manter essa relevância. E a Netflix compreendeu duas coisas.

Primeiro: o usuário encontra produções de diversos países e histórias que dificilmente encontraríamos com a mesma facilidade se não estivesse no catálogo.

Segundo: produtores, diretores, atores e toda a gama de profissionais do audiovisual ganharam mais opções de distribuição de suas produções. Com isso, o conteúdo da plataforma fica mais diverso e mais culturalmente rico. A diversidade, automaticamente, traz consigo uma riqueza de histórias, lendas, mitos e pontos de vistas.

Nesse contexto, "Sangue e Água", segunda série sul-africana da plataforma é mais uma produção que segue com quebra de paradigmas e ao mesmo tempo direcionada à um nicho.

"Sangue e Água conta a historia de uma adolescente da Cidade do Cabo que conhece uma nadadora famosa em uma festa e decide descobrir se a atleta é sua irmã que foi raptada logo após o nascimento.

O foco da produção está no público teen e durante a série nos é apresentado as tramas paralelas que vão se alinhando em direção ao plot principal.

Aqui vemos uma cidade do continente africano sendo retratada por pessoas africanas. Esqueça leões, Savana, ambiente selvagem e todo tipo de clichê a respeito do continente. A proposta aqui é outra.

A série foi renovada e terá a segunda temporada, porém ainda sem data de estreia.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.