• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Lovecraft Country  


    Rafael Cardoli 29/10/2020

    Na década de 1950, Atticus Turner se junta a Letitia e seu tio George em uma viagem pelo sul dos EUA em busca do pai. Eles lidam com a forte segregação racial e mistérios sobrenaturais.

    Difícil dizer em qual gênero Lovecraft Country se encaixa, pois explora vários campos. Fantasia, suspense, terror, sci fi, drama. Escolha somente um desses e estará reduzindo o que é essa produção.

    Criada por Micha Green e Ihuoma Ofordire e tendo como um de seus produtores Jordan Peele e J.J. Abrams, a série possui um eficaz desenvolvimento de personagens. Vale ressaltar que ter Peele e Abrams na mesma produção foi algo positivo. Ambos possuem trabalhos que se destacaram pela qualidade e pela forma de transpor a narrativa no audiovisual.

    Essa já conhecida assinatura dos dois, vemos no decorrer dos episódios. Peele com a criação da tensão racial misturando com suspense e terror. Abrams com implementação dos elementos de fantasia.

    A série aborda temas como racismo, privilégios, machismo com contundência fazendo esses elementos se encaixarem nas tramas de seus personagens. A temporada poderia ter tido um número maior de episódios, pois o desenvolver dela trabalha bem cada personagem, suas tramas individuais ao mesmo tempo que amarra com a trama central - no entanto - a conclusão da história que chega com a season finale não mantém o conceito que a série adotou como estilo e todo aquela riqueza narrativa de detalhes não é vista no último episódio que tem seu desenvolvimento um pouco corrido.

    A impressão que fica é que os produtores tinham que terminar a história e de que não havia mais tempo, sendo assim precisavam de um fim. Não que isso seja um problema ou demérito, entretanto, causa estranheza essa mudança de tom no último episódio.

    Mas isso não apaga a qualidade da série. Lovecraft Country acerta bastante e tem chances de se destacar em futuras premiações da TV e streaming. A forma como a série lida com seu tema central (segregação racial) é algo potente e pertinente.

    Resiliência é uma qualidade vista em vários personagens e com o passar da história você entende que em um mundo onde tudo se volta contra você, conhecimento, estratégia e união são elementos que podem fazer com que um grupo de pessoas se tornem socialmente "superiores". E nesse caso, cor de pele também.

    A série é inspirada nos contos do escritor H.P. Lovecraft e baseada no livro "Território Lovecraft" de Matt Ruff.

    Rafael Cardoli é jornalista, bacharel em Comunicação Social pelo Centro Universitário Estácio Juiz de Fora, professor de Inglês na cidade de São Paulo, cursando Marketing Digital na escola Digital House, apreciador de filmes, séries e criador da página @cultumix no instagram.
    Instagram: @rafa_cardoli
    E-mail: oliveirarafa19@gmail.com

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.