Sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008, atualizada às 18h15

Reclamações contra empresas de cartão de crédito são as campeãs em registros no Procon/JF. Número é considerado alto


Priscila Magalhães
Repórter

No período de um ano, entre 14 de fevereiro do ano passado e esta quinta-feira, 14 de fevereiro, foram registradas 3.173 reclamações contra as operadoras de cartão de crédito no Procon/JF.

Para a superintendente do Órgão de Defesa do Consumidor, Léa Ganimi, este número é considerado muito alto. "Este é o número que chegou até o Procon. Ainda tem aqueles que foram direto para o juizado", diz.

Segundo ela, a principal reclamação é a respeito da dificuldade para entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumidor, das empresas. "O maior problema hoje é o 0800 que não funciona. Este é um problema no país e o Procon fica cheio de consumidores que poderiam resolver os problemas pelo telefone, se o serviço funcionasse", explica.

Entre as outras reclamações estão o envio de cartão sem a solicitação do cliente. "Esta é uma prática abusiva. A pessoa fica angustiada, porque não consegue cancelar e as faturas chegam. Muitas têm medo de ter o nome no SPC por causa disso". A cobrança abusiva de juros também leva muita gente ao Procon. "Nesse caso, temos que fazer os cálculos com ele para demonstrar se há valor abusivo, ou não". Segundo ela, os juros são liberados e a maioria dos clientes não aceita.

Além disso, há reclamações por valores que vêm na fatura e os consumidores não reconhecem e também por parcelamento da dívida. "Neste caso, as operadoras só podem cobrar pelo valor do parcelamento", aconselha ela.

Veja a tabela de reclamações
  • Cartão de Crédito, com 3.173 reclamações
  • Telefonia Celular, com 3.046 reclamações
  • Banco comercial, com 2.329 reclamações
  • Telefonia Fixa, com 2.014 reclamações
  • Telefone, com 2.003 reclamações
  • Financeira, com 1.057 reclamações
  • Energia Elétrica, com 686 reclamações
  • Aparelho DVD, com 641 reclamações
  • Microcomputador, com 629 reclamações

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.