• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Segunda-feira-feira, 19 de novembro de 2007, atualizada às 09h23

    Região Leste de Juiz de Fora tem o maior número de denúncias de exploração sexual. Campanha quer conscientizar a população


    Renata Solano
    *Colaboração

    Acontece, em Juiz de Fora, até esta sexta-feira, dia 23 de novembro, a Semana de Enfrentamento à exploração de menores. Para intensificar a fiscalização os setores sociais da Região Leste, ONG´s, líderes comunitários e cidadãos envolvidos na questão social estarão engajados no tema.

    A Semana de Enfrentamento vai ser marcada por distribuição de panfletos com orientações sobre e exploração sexual de crianças e adolescentes. Durante estes dias, serão realizadas visitas à população da região Leste da cidade, que segundo a assessoria da Associação Municipal de Apoio Comunitário (AMAC), é uma das regiões com maior índice de denúncias.

    No entanto, segundo a coordenadora do Programa de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (Procesca), Rita Fajardo, o número de casos é pulverizado em todo o município, portanto, o combate está sendo regionalizado a fim de dar mais força ao movimento. "Já foi realizada, desde 2006, a semana de enfrentamento à rede de exploração sexual nas regiões sul e norte", completa.

    A expectativa de Rita é que os diversos parceiros participem de forma mais ativa do movimento. "Pretende-se que as pessoas envolvidas e engajadas no programa participem fazendo e conscientizando as pessoas próximas sobre o assunto, desde fazendo ações em seus bairros ou mesmo conversando com seus colegas de trabalho que utilizam da exploração sexual das crianças e dos adolescentes", explica.

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF



    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.