• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Atividades físicas para idosas Projeto "Sonho nosso" oferece oportunidade para comunidade do Alto do Grajaú de melhorar a qualidade de vida

    Renata Solano
    *Colaboração
    13/02/2008

    Alunos do curso de Educação Física de uma universidade da cidade, junto com a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Alto do Grajaú desenvolvem um projeto com mulheres idosas da comunidade.

    Denominado "Sonho Nosso", o projeto tem o objetivo de levar a essas pessoas uma oportunidade de melhorar a qualidade de vida amenizando problemas como depressão, e distúrbios metabólicos normais da idade.

    Segundo a voluntária do projeto Fernanda de Castro França (no vídeo), o projeto é importante e funciona através do revezamento dos três estagiários responsáveis pelo projeto. "Recebemos um convite do professor orientador, Joaquim Ramalho, para dar aula de ginástica e aeróbica para estas senhoras e nós nos propomos a levar a esse público um trabalho bem feito", comenta.

    Fernanda acredita que as três vezes por semana que o grupo oferece a atividade para as 30 mulheres que estão inscritas no projeto representa um momento de distração e alegria para elas. "É uma comunidade carente que não faria exercício físico se não fosse essa oportunidade. Elas têm uma vida comum e recebem nossas aulas como se fosse uma forma de sair da rotina", afirma.

    O outro estagiário, Wanderson Maimere (no vídeo), define como gratidão o que recebe pelo trabalho voluntário. "A gente fica muito feliz quando percebe um retorno dessas mulheres, quando elas nos dizem que estão mais alegres e mais bem dispostas", conta.

    foto de aula foto de aula foto de aula

    Os estagiários comentam que a maior dificuldade de manter o projeto é a falta de verba para a obtenção de materiais como halteres, caneleiras, colchões específicos para ginástica e outros.

    Como participar do projeto

    Para ser uma aluno do projeto "Sonho nosso" é preciso que a pessoa vá à Unidade de Saúde do bairro, seja examinada pelo médico e receba indicação para realizar as atividades orientadas pelos estagiários.

    foto de aula foto de aula foto de aula

    Para ser um instrutor é preciso ser aluno de educação física da faculdade e ter disponibilidade de horário, bem como vontade de trabalhar como voluntário. "Nós não recebemos nenhuma ajuda de custo, nem mesmo para as passagens que gastamos para ir lá dar as atividades", esclarece Wanderson.

    Os interessados em oferecer material de ginástica e musculação para o projeto pode entrar em contato com Wanderson. Envie um e-mail para redacao@acessa.com.

    O projeto

    As mulheres do bairro Alto do Grajaú recebiam aulas de educação física de um professor especialista, mas em 2005 ele se desligou do projeto e a atual universidade responsável pelo projeto assumiu a proposta oferecendo a oportunidade de levar a aquelas senhoras uma melhor qualidade de vida.

    foto de aula foto de aula foto de aula

    Segundo a assessoria da universidade, trata-se de um projeto é muito interessante já que trabalha com um nicho legal, justamente por se tratar de um assunto em voga como é a saúde e o exercício físico na terceira idade.

    As aulas são dadas no salão paroquial do bairro e eventualmente são oferecidas atividades para as idosas dentro da sede da universidade.

    *Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.