• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008, atualizada às 16h33

    Juiz de Fora sedia primeiro simpósio que vai discutir temas sobre a sexualidade humana



    Renato Salles
    Repórter

    Juiz de Fora vai sediar neste sábado, 23 de fevereiro primeiro Simpósio de Sexualidade humana da região. O encontr vai ser realizado no campus da faculdade Estácio de Sá entre 08h e 18h.

    O objetivo é discutir variados aspectos de sexualidade que fazem parte do cotidiano do humanidade na atualidade. Profissionais de diferentes áreas da saúde como psicólogos, sexólogos e médicos vão se distribuir entre palestras para discussão de temas que tratam de relações de afetividade, gravidez na adolescência, educação sexual na família e na escola, disfunções sexuais de homem e mulher, e outros assuntos relevantes do tema.

    Segundo Maria Lúcia Beraldo (foto), uma das organizadoras do encontro, o evento é voltado para profissionais e estudantes da área de saúde, porém, por se tratar de assunto muito discutido nos dias de hoje é também aberto ao público em geral. "Já temos muitos inscritos, muitas pessoas de cidades da região estão interessadas, porém, como é costume do brasileiro, sabemos que muitos vão se inscrever momentos antes do simpósio", brinca.

    Maria Lúcia está otimista com a realização do simpósio. "Este é o primeiro simpósio específico sobre o assunto na cidade, é um assunto importante que deve ser discutido", afirma. Outro destaque apontado pela organizadora é a presença do presidente do Movimento Gay de Minas, MGM, Marcos Trajano, que apresenta a palestra "Rainbow-fest, Parada e Miss Gay - A sociedade juizforana aceita a diversidade ou apenas se diverte?".

    As inscrições podem ser feitas até momentos antes do início das atividades. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas através do telefone (32) 3249-3627.



    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.