• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Quinta-feira, 17 de abril de 2008, atualizada às 18h20

    Instituto Jesus move ação na Justiça contra despejo


    Daniele Gruppi
    Repórter

    Segundo o presidente do Instituto Jesus, Leo Henrique Renault Soranço, a entidade está movendo uma ação contra despejo para obtenção de parte do imóvel, que está ocupada por menores infratores. Devido a um convênio assinado com o Estado, os adolescentes foram levados para o prédio e deveriam permanecer até a finalização das obras do Centro de Ressocialização de Menores Infratores. Entretanto, o local já foi inaugurado e os adolescentes ainda não foram transferidos.

    "Os menores foram trazidos porque não tinham para onde levá-los, então, uma parte do instituto foi alugada para atendê-los. O contrato terminou no dia 28 de dezembro e não houve renovação. Já existe o Centro, no bairro Santa Lúcia, para realocá-los, cujo gasto foi de R$ 9 milhões. Não temos estrutura para continuar com os meninos na entidade. A ação é para que tenhamos o imóvel de volta. Necessitamos de espaço para continuar nosso trabalho de assistência".

    Leo Henrique afirma que a presença dos menores no Instituto Jesus não é boa para a visibilidade da entidade. "O nome fica ligado como um centro de menores infratores, dificultando o recebimento de doações. Nosso objetivo é cuidar da causa, para que os adolescentes não cometam infrações, e não da conseqüência". O Instituto atende a cerca de 300 crianças, diariamente.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.