• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos
    Sábado, 26 de agosto de 2009, atualizada às 13h

    Juiz de Fora comemora Dia Nacional do Doador de Órgãos com alerta sobre a importância da doação de órgãos

    Daniele Gruppi
    Subeditora

    O Dia Nacional do Doador de Órgãos, comemorado neste domingo, dia 27 de setembro, será marcado, em Juiz de Fora, por uma campanha de conscientização da sociedade para a importância da doação de órgãos. A equipe da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos Regional Zona da Mata (CNCDO) promove uma ação com panfletagem e exibição de vídeo, neste sábado, 26, das 13h às 17h, num supermercado, na avenida Rio Banco, 5.001, e no domingo, das 13h às 21h, num shopping, na avenida Independência, 3.600.

    De acordo com a CNCDO, Juiz de Fora já contabiliza, este ano, 89 doações de córnea e 91 transplantes deste tipo. No ano passado, de janeiro a dezembro, foram feitas 131 doações e 74 procedimentos. A Central registra também um aumento no número de transplantes de rim. Enquanto em 2008 foram 13, em 2009, até setembro, foram 17.

    Apesar do crescimento de número doadores e de transplantes realizados, a fila de espera é grande. Em Juiz de Fora, existem 219 pacientes à espera por córneas. Em Minas Gerais, são 708 pessoas. Uma das expectativas do MG Transplantes é zerar a fila de espera por córneas até o primeiro semestre de 2010. A maior demanda, entretanto, é por rim, com 410 cadastradas na cidade e 2.716 no Estado. Em Minas Gerais, 47 pacientes aguardam por medula óssea, 12 por coração, 55 por fígado, quatro por pulmão e 11 pelo transplante conjunto de rins e pâncreas.

    Segundo o diretor do MG Transplantes, Charles Simão Filho, é preciso mais envolvimento da sociedade e das instituições de saúde na notificação de potenciais doadores. "O número de notificações ainda é baixo. Para tentar reverter este quadro estamos trabalhando na conscientização da sociedade e na capacitação dos profissionais dos hospitais para que saibam diagnosticar a morte cefálica, que possibilita a doação múltipla dos órgãos."

    De acordo com o Ministério da Saúde, o SUS financia todos os procedimentos relativos aos transplantes, desde os exames para inclusão em lista de espera até o acompanhamento pós-transplante. O SUS fornece também toda a medicação imunossupressora, necessária por toda a vida aos pacientes que se submetem aos procedimentos.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.