• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos
    Terça-feira, 6 de julho de 2010, atualizada às 11h

    Ministério Público itinerante realiza atendimentos gratuitos nesta sexta-feira

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração

    Na próxima sexta-feira, 9 de julho, o juizforano poderá ser atendido gratuitamente por promotores e ouvidores do Ministério Público (MP) e buscar auxílio a respeito de diversos problemas, desde aposentadoria, saúde, defesa do consumidor, direitos humanos, combate aos crimes cibernéticos e ao crime organizado. O projeto é fruto de uma iniciativa do MP do Estado de Minas Gerais (MPMG) e os atendimentos serão prestados na Praça Antônio Carlos, das 9h às 17h.

    Na ocasião, estarão disponíveis 25 representantes envolvidos com o MPMG e organizações locais, como o Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon), além da Promotoria local. O atendimento será realizado em seis gabinetes dispostos em uma carreta que integra a caravana. Qualquer pessoa poderá ser instruída sobre seus direitos e o atendimento será feito mediante apresentação de uma senha distribuída de acordo com a área de dúvidas. Além dos atendimentos, palestras sobre diversos temas também serão ministradas no local.

    Segundo a assessora da caravana, Bianca Costa, o objetivo do projeto é levar a Promotoria até o cidadão, mostrando as funcionalidades do órgão. "A intenção é levar o promotor de justiça para perto da população, já que é comprovado que a população demonstra confiabilidade na entidade, mas não sabe como utilizá-la. Com isso, ela deixa de requerer seus direitos", explica.    

    Juiz de Fora será a 25ª cidade a receber o projeto. Até o momento, cerca de 20 mil atendimentos já foram prestados. A expectativa é que 40 municípios mineiros sejam visitados até o mês de setembro.

    Atendimentos mais recorrentes

    Segundo Bianca, as maiores demandas percebidas no decorrer da marcha recaem sobre questões ligadas à aposentadoria. As demandas particulares dos municípios só são identificados após os atendimentos, mas, de acordo com o índice de dúvidas revisto, a população tem levantado muitos pontos acerca de como receber, a partir de quantos anos, quem tem direito e processos parados em relação à aposentadoria. "Temos uma procuradoria ligada à questão do idoso. Não tínhamos noção de como o idoso está jogado às traças", salienta.

    A caravana também conta com promotores ligados às questões voltada à saúde, o que pode representar altos níveis de consultas por parte da população da cidade, visto a demanda latente em Juiz de Fora acerca de falta de médicos no Sistema Único de Saúde (SUS), descaso de profissionais, sucateamento das Unidades de Atenção Primária à Saúde (Uaps), e reclamações com relação ao atendimento prestado.

    Bianca destaca que duas palestras apresentadas também despertam a atenção da população. Uma delas diz respeito à utilização de sites de relacionamento na internet por jovens, outra sobre o funcionamento do MP.

    *Pablo Cordeiro é estudante do 10º período de Comunicação Social da UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.