SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A movimentação de passageiros em voos domésticos e internacionais no ano passado foi a maior desde 2020, segundo dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgados nesta segunda-feira (23).

Nos voos domésticos, a agência contabilizou mais de 82 milhões de passageiros viajados (o número também leva em conta pessoas que usaram milhas e funcionários de empresas aéreas, por exemplo). Trata-se de um crescimento superior a 30% na comparação com 2021, porém, segue abaixo do pé-pandemia. O resultado ainda representa 86,5% do registrado em 2019.

Já nos destinos internacionais, o fluxo em 2022 ficou em 15,6 milhões de passageiros pagos (que efetivamente compraram o bilhete aéreo), um salto de 226% em relação ao ano anterior.

Segundo a Anac, o último ano também segui com alta na movimentação de cargas. Foram 429,6 mil toneladas para o mercado doméstico e quase 989 mil toneladas de carga internacional, avanço de 7,3% e 2,1% na comparação com 2021 respectivamente.