• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    O poder do diálogo interno


    Luiz Roberto Martins de Oliveira 9/03/2020

    Caro leitor! O diálogo interno leva muitos resultados positivos para a vida. É uma reflexão que acontece na própria mente. É uma conversa consigo mesmo a qual se deve prestar bastante atenção, pois muitas vezes agimos na impulsividade como se estivéssemos no piloto automático. É um mecanismo formidável que facilita a criatividade e nos faz pensar com sentido crítico em relação às mais diversas situações e decisões que nos ajuda a viver de maneira mais eficaz.

    Almejamos muito mudar nossas vidas em vários aspectos, porém, pela falta de disciplina, temos muitas intenções e não tomamos nenhuma atitude para que realmente haja mudanças significativas. Quando conseguimos acionar nosso diálogo interno, trazemos à mente tudo que está relacionado à família, amigos, televisão, sociedade em geral e até mesmo religião, por isso que ele advém de nossas experiências do passado.

    O diálogo interno fortalece um grande número de áreas do cérebro. Isso colabora no gerenciamento de humor, estresse e até mesmo no poder de decisão quando o teor da conversa possui uma fala positiva, pois ao contrário, a fala negativa é muito prejudicial e debilitante fazendo com que nos tornemos nosso próprio inimigo. Um diálogo interno de forma negativa fortalece os pontos fracos que existem em nós e nos afastam de pessoas que nos querem bem. Tomemos cuidado para que nossa saúde física e psicológica não fique prejudicada.  Precisamos, portanto, aprender a mudar todo discurso que nos prejudica, para isso, façamos afirmações que nos guie de forma positiva, pois sendo elas boas ou más, a mente nos guiará do mesmo jeito. Vale lembrar que todo discurso interno deverá ser planejado e acompanhado de um desejo ardente de mudança.

    A programação Neurolínguística nos ensina que a mente e o corpo é um sistema integrado e que cada pensamento relacionado a si próprio, à vida e ao corpo é um prognóstico de autorrealização. Portanto, ao ser surpreendido com um pensamento de raiva, ódio, medo você pode bloqueá-lo e substitui-lo por algo que positivamente o fará pensar de forma diferente. Questione seus pensamentos. Por exemplo, se vier algum pensamento de escassez ou perda financeira, pense que as coisas mudarão para melhor a partir do momento que você decidir a encarar com mais resiliência. Imagine-se numa posição financeira próspera e sinta a emoção de prazer que sua mente enviará para seu coração. Trabalhe a seu favor orientando o seu diálogo interno de acordo com aquilo que deseja realizar. Não fique na zona de conforto esperando que seu sonho caia do céu. Lembre-se que seu cérebro precisa se convencer de que você é aquilo que deseja. Termino este artigo trazendo um provérbio chinês que nos diz:

    “Cuide de seus pensamentos, porque eles se tornarão suas palavras.
    Ouça suas palavras, porque elas se tornarão seus atos.
    Assista suas ações, porque elas se tornarão seus hábitos.
    Cuide de seus hábitos, porque eles se tornarão seu destino.”

    Luiz Roberto Martins de Oliveira é Graduado em Letras, especializado em Literatura e em Gestão Educacional, Professor e revisor de monografias, livros e artigos para revistas
    Coach em Desenvolvimento Humano
    Meta Practitioner em PNL e Neurossemântica
    Fan Page

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.