Elizabeth Soares Elizabeth Soares 10/2/2009

Escolha uma postura alinhada às incertezas do mercado sinalizadas para 2009

Todos aqueles que estão atentos aos efeitos gerados pela crise econômica mundial já sabem que 2009 será um ano incerto e de baixo crescimento. Os Estados Unidos se preparam para a pior taxa de desemprego dos últimos 50 anos. Estamos em tempos de "pé no freio". Sendo assim, todo profissional, mais do que nunca, deve estar consciente de que o sonho chamado segurança não existe e de que é imprescindível estar alinhado com o momento atual das empresas, sejam elas empregadores, fornecedores, parceiros, patrocinadores etc. Segundo pesquisa realizada pelo Banco Central, a taxa de desemprego no Brasil deve atingir o percentual médio de 9%. Portanto, cautela é a palavra-chave que deve nortear o comportamento profissional ao longo deste ano.

Saiba que mesmo com a crise, os profissionais considerados acima da média, isto é, os denominados high potencials, devem ser mais valorizados dentro das organizações, pois em tempos difíceis, naturalmente, eles tendem a se sobressair mais. Enquanto a grande maioria adota postura de queixas, desânimo e intrigas, eles são vistos como aqueles que mantêm o foco, trabalham muito e trazem mais resultados.

Seguem abaixo algumas posturas que são desejadas pelas empresas e que você pode se dedicar a praticá-las:

  • Mantenha o foco no momento presente: procure não dispersar com comentários e expectativas sobre o que estar por vir. Sofrer por antecipação só o deixará ansioso. Lembre-se que tudo o que você vive sempre traz algum benefício e aprendizado.
  • Seja coerente: controle-se para não falar e conversar apenas por ansiedade. Avalie antes de soltar qualquer comentário para ver se a sua fala vai contribuir com a discussão e se o momento é oportuno.
  • Esteja disposto a abrir mão: muitas empresas serão obrigadas a revisar seu plano de benefícios e remuneração. Demonstre seriedade diante da frustração de um benefício cortado ou reduzido. A pior postura é assumir o papel de vítima e ficar se lastimando ou fazendo piadinhas que depreciem as ações implantadas.

Lembre-se de que o momento atual exigirá mais foco do que nunca. Por mais que você se esforce e seja competente, sua postura deve demonstrar o seu valor. Isto é o que chamamos de alinhar o seu propósito à sua prática. Há cada vez menos espaço no mercado de trabalho para os profissionais despreparados. A questão pode estar no que você busca: somente um bom emprego ou a oportunidade de desenvolver-se continuamente?


Elizabeth Soares
é psicóloga com foco em desenvolvimento de pessoas
Saiba mais clicando aqui.

Sobre quais temas (da área de Carreira) você quer ler nesta seção? A psicóloga Elizabeth Soares aguarda suas sugestões no e-mail educacao_carreira@acessa.com

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.