Elizabeth Soares Elizabeth Soares 10/9/2009

O stress profissional: é preciso aprender a lidar com situações desafiadoras inerentes ao ambiente de trabalho

pessoa estressada, com a mão na cabeçaAs empresas se tornaram, involuntariamente, em um ambiente gerador de stress profissional devido à constante busca pela qualidade, pelas atitudes que atendam às exigências dos clientes, do mercado e do governo.

No ambiente corporativo, são muitos os fatores que levam os profissionais a desenvolverem sintomas de stress: dificuldade para dialogar com o chefe, pressão constante do cumprimento de metas, medo de assumir erros devido às mudanças nos procedimentos de trabalho e sistemas informatizados, riscos de demissão, dificuldades de relacionamento no grupo de trabalho, exigência dos clientes, dentre outros.

Frente ao que podemos chamar de "situações desafiadoras", nosso organismo precisa decidir se irá enfrentar ou fugir. É a necessidade de ajuste que deixa o organismo preparado para "lutar ou fugir", aumentando a pressão arterial e frequência cardíaca, contraindo músculos e vasos sanguíneos. Na natureza, esta adaptação é necessária visto que o animal precisa tomar uma decisão rápida de defesa ou ataque, mas em se tratando de seres humanos que convivem com diversas situações estressantes, esta reação pode ser prejudicial. O excesso de stress pode causar desde dores pelo corpo e queda de cabelo até sintomas sérios como hipertensão e problemas no coração. Segundo especialistas da área de saúde, o fato de um evento emocional como o stress afetar o organismo se deve ao íntimo relacionamento entre o sistema imunológico (defesa), sistema nervoso (controle) e sistema endócrino (hormonal). Por isso um stress intenso pode afetar qualquer um desses sistemas levando à diversidade dos sintomas do stress.

Quando as situações geradoras de stress persistem por algum tempo, o ser humano tende a entrar em uma sensação de desânimo e um sentimento de incapacidade para assumir o controle das situações.

Se eliminar todo o stress que ocorre dentro de uma empresa é impossível, caberá aos seus líderes garantirem que o nível de stress presente não ultrapasse os limites do saudável. Quando o stress é excessivo, a produtividade sofre quedas, o clima fica tenso e as relações interpessoais sofrem um impacto negativo.

Veja abaixo alguns sintomas de stress nas empresas:

  • redução na produtividade
  • redução na qualidade do trabalho
  • absenteísmo (falta ao trabalho)
  •  aumento do número de acidentes ou erros
  • sinais de indecisão por parte dos chefes de departamentos
  • discussões ou demonstrações de irritabilidade
  • comentários maliciosos sobre os outros funcionários
  • desconfiança manifesta
  • alcoolismo
  • atrasos constantes

O primeiro passo é gerenciar os pensamentos prejudiciais que geram o stress. É necessário que a pessoa sinta-se capaz de assumir o comando ao invés de sentir-se uma "vítima" dos problemas. Procure olhar para a situação geradora de stress como um todo e verifique em que parte da situação você pode agir para trazer resultados práticos. Lembre-se de que o que mais gera o stress é o sentimento de impotência frente ao problema, portanto, é preciso concentrar esforços onde se pode fazer alguma coisa para amenizar ou controlar a situação.

Se você está se sentindo um profissional estressado, busque meios para superar esta fase e poder trabalhar de forma mais saudável. Se for necessário, talvez, seja o momento de ir ao encontro do apoio de um profissional:

- Atividade física (profissional de educação física);

- Remédios (médico)

- Psicoterapia (psicólogo).

Esteja certo que trabalhar sob pressão é uma das competências mais desejadas no mercado de trabalho atual, sendo assim, o profissional que deseja crescer precisa se fortalecer e aumentar sua capacidade de lidar com o stress de forma produtiva.



Elizabeth Soares
Psicóloga e Coach-executiva

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.