Elizabeth Soares Elizabeth Soares 15/12/2010

É hora de se mexer!

Foto de mulher pegando pesoQuem não deseja ter uma vida mais saudável? E onde estão os profissionais conseguem encaixar, com facilidade, os hábitos saudáveis na sua rotina e no corre-corre diário?

Uma parcela considerável de pessoas conhece os resultados de uma vida corrida, com alimentações desequilibradas e pouca atividade física. Dor no pescoço, dor de cabeça, irritabilidade, sensação de angústia, sobrepeso, insônia, gastrite, hipertensão, baixa imunidade e tantos outros. Enfrentamos um mal que se instalou na sociedade atual: o estresse. Muitos de nós vivemos com a interminável sensação de excesso e de que cada dia termina, sem que se tenha feito o suficiente.

Que tal aproveitarmos o fim do ano com as novas perspectivas para 2011 e fazermos um balanço do quanto temos prestado atenção aos cuidados do nosso corpo?

O Hospital do Coração de São Paulo realizou um check-up com mais de 400 profissionais no ano de 2008 e divulgou que mais de 59% dos pesquisados estão com um nível elevadíssimo de estresse. O que é mais alarmante é a faixa etária dos pesquisados: de 20 a 30 anos!

Estudos sinalizam que uma pessoa sedentária tende a viver dois anos e meio a menos do quem pratica alguma atividade por, pelo menos, 30 minutos a cada dia. Portanto, cuidar da saúde é uma atitude de sustentabilidade para a própria carreira. É agir hoje para continuar colhendo amanhã.

Aqui vão algumas dicas para repensar sua relação com seu próprio corpo:

  • Defina o que você quer alcançar em relação ao seu corpo.
  • O que você precisa fazer para que isto aconteça em 2011?
  • Quando você define o que quer, tem mais chances de fazer escolhas e sair da inércia, da famosa "zona de conforto".
  • Se você está sempre sem tempo para se cuidar, a culpa pode estar no método que você tem utilizado para cumprir sua rotina.
  • Procure simplificar: será que existe alguma forma de organizar-se para trabalhar uma hora a menos por dia? Especialistas orientam que, pelo menos uma vez por semana, devemos dormir mais cedo.
  • Experimente escrever o que você espera. Deixe à mão. Leia sempre que puder. Desafie-se a agir diferente. Metas escritas geram um compromisso maior.

Quando nosso corpo pede ajuda, é preciso ouvi-lo. Como acontece com todo bem, são necessários investimentos constantes para se garantir um fortalecimento e um crescimento contínuo. Portanto, convido você para, em 2011, traçar planos e investir na capacidade de seu corpo em se manter forte e continuar produzindo neste mercado tão exigente. Feliz ano novo e muita saúde!


Elizabeth Soares
Psicóloga e Coach-Executiva

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.