Patriotismo valorizado O trabalho vai ser apresentado no desfile de sete de setembro que acontece em Juiz de Fora, para comemorar a Independência do Brasil

Priscila Magalhães
Repórter
06/09/2007

Cerca de 15 crianças participantes do "Programa Juiz de Fora nos Trilhos da Paz" foram ao Espaço Cultural Mascarenhas (Avenida Getúlio Vargas, 200), para preparar um dos componentes do desfile de sete de setembro.

As crianças fazem parte da oficina de desenho e pintaram o mosaico de D. Pedro I. O instrutor de desenho do Programa, Paulo Talarico, (foto abaixo à esquerda) diz que as oficinas são muito importantes para tirar as crianças da rua. "Iniciativas como esta são de primeira ordem no Brasil. Mesmo com muitas crianças participando, ainda vemos várias na rua. Quer dizer, devia haver mais programas", ressalta.

A coordenadora do Programa, Simone dos Santos Pereira, diz que a participação das crianças no desfile de sete de setembro é muito importante. "Além delas estarem participando de um ato cívico, estão conhecendo a história do nosso pais, trabalhada durante todo o mês de agosto", diz.

Simone também diz que o desfile vai contribuir para integrar os participantes do Programa. "Eles são de comunidades diferentes e vão ter a oportunidade de se conhecer e saber como o trabalho é feito em cada local".

O Programa

A iniciativa surgiu para trabalhar a cultura e a paz. "Atendemos mais de dez mil crianças em 34 comunidades consideradas de risco social. Estamos conseguindo atingir nosso objetivo através das oficinas".

No total são 14 oficinas. Entre elas estão as de informática, skate, hip hop, artesanato e capoeira. Elas funcionam de acordo com a demanda de cada comunidade. A criança não precisa estar na escola para participar. As que não estudam também são público deste Programa, já que ele tenta resgatar aquelas que estão nas ruas vivendo em vulnerabilidade social.

A coordenadora do Programa diz também que esta é uma boa oportunidade para o jovem. "Através do Juiz de Fora nos Trilhos da Paz, os participantes têm a oportunidade de exercer a cidadania de forma digna. O número de participantes é cada vez maior. Em 2004 eram 1.500 crianças em 11 comunidades". As atividades não são voltadas somente para jovens. "Atendemos jovens, adolescentes, adultos e idosos".

Paulo Mosaico D. Pedro I Pablo

Dedicação
Pablo de Moraes Moreira da Silva (foto acima à direita) é um dos desenhistas da caricatura de D. Pedro I. Ele tem 15 anos e decidiu entrar na oficina de desenho junto com alguns amigos. Segundo ele, a atividade só trouxe benefícios. "Foi muito bom, porque antes eu ficava jogando bola o dia todo. A oficina também me ajudou a ter disciplina, fundamental para o desenho".

Pablo acrescenta que teve o incentivo da mãe para fazer a atividade. "Hoje, gosto tanto que às vezes brigo com ela pra não faltar às aulas. O que mais gosto de fazer é desenhar caricaturas".

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.