• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Atividades extracurriculares são importantes para educação Elas garantem a ampliação da sensibilidade e promovem o desenvolvimento lingüístico, corporal e intelectual das crianças

    Daniele Gruppi
    Repórter
    18/09/2008

    As crianças possuem uma agenda tão cheia quanto a dos adultos. Além da escola, elas têm compromissos com a aula de informática, balé, futebol, teatro, música, capoeira, natação, dentre outros.

    Preencher o dia-dia da molecada com diversas tarefas extracurriculares levanta uma discussão quanto aos benefícios e prejuízos para o desenvolvimento da criança. Segundo a professora doutora em educação brasileira, Tereza Scotton, há cerca de cinco anos condenava-se a atitude dos pais de matricular os filhos em muitas atividades, além do ensino regular.

    "Alegava-se que os meninos e meninas precisavam de ser crianças e que muitos afazeres cansavam-nos, impedido-os de terem os seus momentos". Tereza, entretanto, afirma que os autores acreditam, atualmente, que as multiatividades podem garantir a ampliação da sensibilidade e o desenvolvimento lingüístico, corporal e intelectual da criança.

    Ela diz que o aprendizado de outra língua desperta o interesse da criança pela literatura e cultura estrangeiras e também a interação com a internet. "Outro idioma não assusta os baixinhos. A criança vai incorporando novos conhecimentos e isso constitui um ganho relevante para a vida".

    Já o esporte traz benefícios para o corpo, além de estimular o auto-controle. A arte proporciona a libertação, o auto-conhecimento e o conhecimento do outro. "As atividades enriquecem as relações sociais, acrescentam experiências de vida, seja com as alegrias ou com as decepções".

    Para Tereza, as crianças que participam de diversas atividades extracurriculares têm mais chances de se favorecerem futuramente no mercado de trabalho. "Vão ter mais capacidade para organização, resolução de problemas e saberão como projetar o futuro".

    Limites

    Foto de Tereza Scotton A professora alerta que não se deve sobrecarregar o tempo da crianças e que é preciso levar em conta a idade, a aptidão e a vontade da criança. "Deve-se respeitar o desejo da molecada e a sua afinidade com a atividade. A própria criança vai dizer se está gostando das aulas e vai demonstrar a sua satisfação."

    Para ela, os pais não devem se preocupar com o que acham que é importante para as crianças mas, sim, em oferecer opções para que elas possam escolher, e também levando-as para conhecer as atividades. Eles não devem pensar em qual curso vai dar mais status ou simplesmente em ocupar os filhos para que eles tenham o que fazer".

    Papel das escolas

    Muitas escolas oferecem atividades complementares fora do horário de aula. Para os pais,  é uma opção já que evita o deslocamento com as crianças, que pode provocar perda de tempo e desmotivar os meninos e meninas em participar de tarefas extras.

    A maioria das instituições que disponibilizam essas aulas são particulares. E para que as crianças pratiquem as atividades extracurriculares é necessário desembolsar uma quantia. Os filhos de pais que não são tão favorecidos financeiramente podem ficar prejudicados diante dessa realidade.

    No entanto, escolas públicas já estão criando alternativas para oferecer as aulas. Em Juiz de Fora, nos estabelecimentos municipais algumas atividades já fazem parte do currículo.

    Foto de livro-brinquedo Foto de livro-brinquedo Foto de livro-brinquedo

    Para que os estudantes de escolas públicas tenham igualdade de condições no desenvolvimento, igrejas, associações de bairros, dentre outras entidades que assiste crianças carentes propõem alguns cursos, que contam com o trabalho voluntário de professores.

    Tereza afirma que é importante a população cobrar dos governantes políticas públicas voltadas para a educação além da escola para garantir o desenvolvimento pleno dos jovens.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.