Segunda-feira, 10 de março de 2008 atualizada às 11h

Escolas Estaduais contam com reforço de acadêmicos para melhorarem rendimento



Marinella Souza
*Colaboração

As escolas estaduais de Juiz de Fora estão desenvolvendo o projeto "Entre Jovens - a tutoria melhorando o desempenho escolar". A experiência é pioneira em Minas e tem por objetivo a melhoria da qualidade do ensino público estadual, por meio da tutoria de jovens do 1º ano do Ensino Médio, com dificuldades específicas.

Para a coordenadora pedagógica da Escola Estadual Maria de Magalhães Pinto, Patrícia Motta Delvaux, o projeto veio num bom momento para a instituição que coordena. "A escola não tem um professor recuperador, então, ajuda dos acadêmicos veio a ajudar os alunos do Ensino Médio a melhorarem. Na verdade, é um reforço para os meninos".

Os acadêmicos de Matemática e Letras, com licenciatura em português, vão ajudar as crianças com dificuldades nessas matérias, o que vai melhorar o rendimento nas demais disciplinas. Cada aluno ficará em uma das 20 escolas estaduais selecionadas e montará a turma de acordo com a disponibilidade das escolas e a procura dos alunos.

Na Escola Estadual Maria de Magalhães Pinto, o sábado foi o dia escolhido para as aulas de reforço por ser o único dia em que há salas disponíveis. Segundo Patrícia, os alunos estão empolgados. "Eles receberão a notícia do projeto como uma oportunidade de melhorar seu rendimento. Há uma defasagem de conteúdos muito grande e muitos chegam ao terceiro ano sem nenhuma base. Agora essa situação pode mudar", comemora.

Para avaliação do projeto, serão realizadas três provas. Uma logo no início para diagnosticar os problemas, uma durante o projeto a fim de observar o avanço dos alunos e outra ao final análise do resultado.

Os tutores são alunos do quarto ao penúltimo período dos referidos cursos. A escolha das escolas foi realizada, priorizando aquelas que se encontram em áreas carentes e com risco social. Ao todo, foram escolhidas 16 escolas de Juiz de Fora.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.