Quarta-feira, 23 de abril de 2008 atualizada às 17h

CTU realiza audiência pública para discutir modelos dos cursos de licenciatura a serem implantados no IFET



Daniele Gruppi
Repórter

O Colégio Técnico Universitário (CTU), de Juiz de Fora, discute as diretrizes para a formação de profissionais em Educação Profissional Tecnológica nesta quinta-feira, dia 24 de abril. A comunidade tanto interna como externa são convidadas a participar da audiência. Outras escolas do país que vão passar a integrar a rede de Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFET) também promovem a discussão.

Segundo a diretora de Ensino, Maria da Graça Martins Guerra, o Ministério da Educação (MEC) solicitou o encontro. "É a primeira vez que o governo conta com ampla participação da comunidade para elaboração de uma proposta. Dessa maneira, quando a diretriz for implantada há mais chance de dar certo quando implantada".

Maria da Graça afirma que o MEC divulgou um documento, em março, que contém as propostas de cursos de licenciatura: Licenciatura para concluintes do Ensino Médio, Licenciatura para Técnico de nível Médio, Licenciatura Integrada com Graduação em Tecnologia e Licenciatura para Graduados. "As pessoas vão poder opinar e fazer sugestões em relação ao que foi apresentado. Até o dia 10 de maio, temos que enviar relatório mencionando o conteúdo da audiência, quais são os ajustes ou os acréscimos".

O MEC vai ter 90 dias para fazer um novo documento com as diretrizes discutidas nas audiências. O próximo passo a ser dado pelo Ministério é disponibilizar as propostas aprovadas em audiência pública nacional, para que recebam sistematização final e sejam assumidas como Diretrizes para Formação de Profissionais em Educação Profissional Tecnológica (EPT) no Conselho Nacional de Educação (CNE), com pedido de aprovação.

Maria das Graças ressalta que a realização do encontro não significa que o CTU vai oferecer o curso de formação de profissionais em Educação Profissional Tecnológica. O projeto de transformar o CTU em IFET foi aprovado no dia 31 de março.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.