• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Concurso público é o caminho para a estabilidade Além da estabilidade, candidatos procuram salários mais elevados. Cresce a procura por cursos preparatórios

    Priscila Magalhães
    Repórter
    05/01/2009

    "Para passar em um concurso público é preciso muita dedicação." A frase pode parecer batida, sem novidade, mas ainda é muito repetida pelos professores de cursos especializados em preparação para concurso. O professor de física e diretor de um curso, José Luiz do Carmo, faz coro. "Para passar é preciso estudar, estudar e estudar."

    A procura pelos cursos é cada vez maior, um reflexo do aumento na concorrência. Atualmente, pessoas cada vez mais jovens procuram a sala de aula como incentivo aos estudos. "Vemos jovens que ainda nem entraram na faculdade querendo seguir a carreira pública. Outro público são os estudantes que estão saindo da faculdade."

    Mas o que os candidatos procuram na carreira pública? "Concurso é uma necessidade, pois traz estabilidade e o salário é melhor", responde o professor.

    Segundo José Luiz, os concursos mais simples - que cobram menos conteúdo - são os que mais atraem os candidatos. Entre estes estão os dos tribunais, como Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e Tribunal de Justiça (TJ), os da polícia e dos bombeiros. Os mais complicados e que, por isso, tem uma procura menor, são para a Receita Federal, Banco Central e procuradores. "Neste caso, são provas mais difíceis e exigem anos de preparo."

    Uma dica importante de José Luiz é fazer um direcionamento, escolhendo concursos comuns. Isso faz com que o candidato crie uma estrutura. "Não é ideal que eles façam todos os tipos de concursos ao mesmo tempo, pois cada um cobra um assunto diferente."

    Quanto mais cedo a preparação começar, melhor. Por isso, não significa que o candidato deve começar a frequentar as aulas quando um edital for lançado. "Se for assim, não dá tempo. Se ele começar antes, vai formar uma base, que se fortalece a cada prova", explica o professor.

    Fortalecer a base significa chegar mais perto do ideal a cada concurso. E, em se tratando de concurso público, o ideal é acertar todas as questões da prova. "Passar, muita gente passa, mas tem que ser classificado, ser chamado para ocupar a vaga", esclarece José Luiz.

    Para alcançar a dedicação necessária, um passo importante é a matrícula em um cursinho. "É uma forma de organizar a maneira de estudar. Só em casa não é suficiente." Para quem já trabalha o dia todo e têm pouco tempo para estudar, o ideal é assistir às aulas à noite e aproveitar os finais de semana para colocar a matéria em dia.

    Entre as disciplinas mais cobradas em qualquer tipo de concurso estão direito constitucional, direito administrativo, informática, português e raciocínio lógico.

    Crise econômica não deve influenciar nos concursos públicos

    Mesmo diante da crise econômica mundial, o professor José Luiz acredita que os concursos vão continuar ocorrendo em 2009, pois se trata de editais já aprovados em 2008. "Pessoas aposentam e outras falecem. Há vagas que precisam ser preenchidas", diz.

    Além disso, se o apelo do governo Federal para que empresas e instituições continuem gastando e investindo for atendido, os candidatos ao cargo público não vão se prejudicar. "A economia vai continuar em movimento." Entretanto, ele não é tão otimista no que diz respeito ao aumento no número de vagas. "Acho que não haverá aumento de vagas, só o preenchimento."

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.