• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quinta-feira, 30 de abril de 2009, atualizada às 19h30

    Mesmo com greve, professores ministraram aulas

    Guilherme Arêas
    Repórter

    No primeiro dia da greve geral dos professores da rede municipal de ensino, algumas classes receberam educadores e alunos para as aulas. Até o fechamento desta edição, nem a Secretaria de Educação nem o Sindicato dos Professores (Sinpro) haviam terminado o balanço sobre a adesão dos profissionais. Por volta das 19h, a Prefeitura Municipal de Juiz de Fora (PJF) ainda precisava entrar em contato com 37 das cem escolas para avaliar a situação.

    Na Escola Municipal Dilermano Martins, no Teixeiras, a maior parte dos cerca de 20 professores trabalharam normalmente. Na parte da manhã, duas professoras pararam e duas turmas foram dispensadas. À tarde, quatro professores aderiram à greve e duas turmas foram dispensadas.

    No bairro São Judas Tadeu, a Escola Álvaro Lins registrou pouca movimentação durante o dia, apesar de alguns professores manterem o trabalho. A direção acredita que na semana que vem a greve deva paralisar quase que completamente as atividades do colégio. A Escola Municipal Cosette de Alencar também funcionou parcialmente durante toda a quinta-feira.

    Já os professores da Escola Tancredo Neves, no Monte Castelo, não deram aula no período da manhã. Das 15 turmas que funcionam à tarde, apenas duas tiveram as atividades normalmente. "Alguns alunos chegam e acabam tendo que voltar para casa. Quando os pais estão juntos, fazemos o convite para que eles participem das reuniões e se informarem sobre o que está ocorrendo", explica a vice-diretora Ana Paula Marques Sampaio.

    Boa parte dos alunos de 4 a 6 anos da Escola Santa Catarina Laboure, no São Mateus, chegou para estudar, mas os pais só foram orientados sobre o funcionamento da escola na semana que vem. A partir de segunda-feira e enquanto durar a greve, as turmas da tarde serão dispensadas. Porém, na parte da manhã, apenas uma professora e uma coordenadora vão aderir à greve.

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.