• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Quarta-feira, 3 de junho de 2009, atualizada às 12h10

    Cadastramento escolar para a rede pública referente ao ano letivo de 2010 começa no dia 15 de junho. Procedimento será feito pela internet

    Patrícia Rossini
    *Colaboração

    O cadastramento escolar para a rede pública de ensino para o ano letivo de 2010 será feito entre os dias 15 e 19 de junho. O procedimento é necessário para o planejamento e distribuição de vagas. Pela primeira vez, será feito pela internet, através de postos de atendimento espalhados pela cidade. 

    "O cadastramento para as escolas municipais era através de um programa da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), que fazia automaticamente a distribuição das vagas com base nos endereços. No Estado, isso era manual. Com o novo sistema, todos os dados dos alunos da rede pública municipal e estadual de Juiz de Fora estarão disponíveis on line, o que facilita a divisão por zonas", explica a supervisora de Dados e Documentação Escolar da Secretaria de Educação, Sandra Dominato.

    Podem se cadastrar crianças que já completaram seis anos (ou que farão o sexto aniversário até julho do próximo ano), egressos da rede particular e alunos que estão se transferindo de outras localidades, além dos estudantes que pretendem retomar o ensino fundamental.

    A supervisora chama atenção para o período do cadastramento. "Quem perder o prazo, corre o risco de não conseguir vaga perto do local onde mora. Quando cadastramos o aluno, o programa faz a distribuição por zonas. Assim, quando recebemos o total de vagas oferecidas nas instituições de ensino, damos prioridade aos estudantes de cada bairro para as cadeiras das escolas mais próximas."

    De acordo com Sandra, serão 55 postos de atendimento, montados nas escolas públicas municipais e estaduais em várias regiões da cidade. Quem preferir, pode fazer o cadastro na Secretaria de Educação, que fica na praça Antônio Carlos, na avenida Getúlio Vargas. É obrigatória a apresentação da certidão de nascimento da criança (original e cópia), comprovante de residência (original e cópia) e, no caso dos estudantes provenientes de escolas particulares ou que pretendem voltar aos estudos, também é preciso apresentar o comprovante de escolaridade.

    *Patrícia Rossini é estudante de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.