• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação
    Segunda-feira, 24 de agosto de 2009, atualizada às 19h01

    Superintendência de Educação mantém Escola Dom Orione paralisada até que demanda de alunos seja comprovada

    Clecius Campos
    Repórter

    A Superintendência Regional de Ensino de Juiz de Fora (SRE) decidiu manter a Escola Estadual Dom Orione paralisada até que a demanda de alunos seja comprovada. De acordo com nota pouco esclarecedora da SRE, a escola está fechada desde 17 de julho, devido ao baixo número de estudantes frequentes às aulas nos últimos anos do ensino fundamental (6º ao 9º) e ensino médio.

    A nota, no entanto, não estipula o número ideal de presenças. A decisão foi informada à presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Juiz de Fora, Ana Rossignoli (Ana do Padre Frederico - PDT), pelo telefone, nesta segunda-feira, 24 de agosto. "Em reunião na última quinta-feira, 21 de agosto, solicitamos que a resposta fosse por escrito, mas a SRE não atendeu o pedido. Está ignorando a necessidade de 70 alunos do Instituto Dom Orione e de outros 42 estudantes da escola, que foram direcionados para outras unidades da rede mais próximas. Que outra demanda precisamos apresentar?"

    O problema é que, segundo Ana, as demais escolas não são tão próximas assim. Os 112 alunos, todos moradores do bairro Dom Orione, foram encaminhados para as escolas estaduais Fernando Lobo, no bairro São Mateus, Polivalente de Teixeiras e Escola de Ensino Fundamental do São Pedro. "Muitas mães não têm condição de pagar o vale-transporte para o filho estudar. As crianças estão faltando às aulas. Algumas delas vieram à Câmara nesta segunda-feira para reclamar que os meninos estão perdendo o direito ao benefício do Programa Bolsa Família porque não vão às aulas. A situação é gravíssima."

    Ainda esta semana, a Comissão de Educação pretende agendar uma reunião com o prefeito Custódio Mattos a fim de solicitar a intermediação do Executivo junto ao governador do Estado, Aécio Neves, pedindo a reabertura da escola. "É a forma que temos de manter essas crianças em sala de aula."

    Manifestação

    Na próxima quinta-feira, 27 de agosto, uma nova reunião com moradores do entorno da escola define as diretrizes de uma manifestação, programada para ocorrer na manhã do próximo sábado, 29. Segundo Ana, cerca de 500 pessoas serão mobilizadas. "Vamos para o Calçadão da rua Halfeld contar a toda a cidade o que está acontecendo lá. Quem sabe assim conseguiremos algum progresso?"

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.