• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Quatorze escolas juizforanas terão educação financeiraAulas do Projeto Piloto de Educação Financeira nas escolas começam na próxima semana. Mais de 420 alunos serão beneficiados

    Clecius Campos
    Repórter
    5/8/2010

    Quatorze escolas estaduais juizforanas (quadro abaixo) estão entre as primeiras no Brasil a participarem do Projeto Piloto de Educação Financeira, que visa incluir conceitos de educação financeira no conteúdo programático de diversas disciplinas escolares. O projeto é coordenado pela Comissão de Valores Mobiliários do Ministério da Fazenda e conta com vários parceiros. Em Juiz de Fora, 426 alunos do segundo ano do ensino médio serão beneficiados.

    O trabalho nas escolas começa na próxima terça-feira, 10 de agosto, com a avaliação daquilo que os alunos conhecem sobre o tema. As aulas têm início no dia 16. "O objetivo é mostrar aos jovens que as escolhas que eles tomam hoje causam impacto em suas vidas, em suas famílias e na sociedade. Como estratégia da política financeira, o objetivo é colocar à disposição do cidadão ferramentas que possibilitem que ele tome decisões para o futuro", resume o coordenador do programa, Vanderson Berbat.

    O conteúdo será ministrado por professores de diferentes disciplinas, como matemática, português, história, geografia e filosofia. Os mestres passaram por capacitação presencial e à distância. Durante dois anos, o Ministério da Educação (MEC) formou parcerias para elaborar as diretrizes curriculares específicas para o ensino médio. O material didático que será usado já está pronto. "Está tudo pronto para a etapa da avaliação do piloto, que vai possibilitar a implantação do programa em todo o Brasil. Os alunos serão avaliados em três semestres, o primeiro começando neste momento e os demais ao longo de 2011."

    O desempenho dos alunos será avaliado externamente pelo Banco Mundial. No campo interno, Juiz de Fora tem também grande participação. O Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) vai apreciar os trabalhos do piloto. "A Secretaria de Estado de Educação orientou a realização do projeto piloto em Juiz de Fora."

    Vanguarda mundial

    O Programa Piloto de Educação Financeira nas Escolas estará presente em 450 instituições estaduais de ensino de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Distrito Federal e Ceará. O projeto é parte da Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef), aprovada pelo Comitê de Regulação e Fiscalização dos Mercados Financeiro, de Capitais, de Seguros, de Previdência e Capitalização (Coremec). "A ideia é unir forças da educação, dos atores do sistema financeiro e da sociedade civil para orientar a fazer escolhas e decisões financeiras da forma mais consciente. É uma vanguarda mundial, no que se refere a políticas públicas."

    No processo de elaboração da Enef, foi encomendada uma pesquisa de âmbito nacional com o objetivo de mensurar o grau de educação financeira da população brasileira. O levantamento compreendeu diferentes mercados e ouviu pessoas de diferentes perfis de renda e graus de escolaridade. Aos resultados será agregada a avaliação das escolas.

    Escolas de intervenção
    • E. E. de Maripá de Minas
    • E. E. Joaquim Alves de Carvalho
    • E. E. São Vicente de Paulo
    • E. E. Maria de Magalhães Pinto
    • E. E. Coronel Manuel Carneiro das Neves
    • E. E. Dilermando Costa Cruz
    • E. E. Francisco Manuel
    • E. E. Deputado Olavo Costa
    • E. E. Deputado Oliveira Souza
    • E. E. Clorindo Burnier
    • E. E. Adalgisa de Paula Duque
    • E. E. Duarte de Abreu
    • Instituto Estadual de Educação
    • E. E. Oswaldo Cruz
    Escolas de controle

    Além das escolas que sofrerão as intervenções do programa, outras quatro instituições juizforanas participarão da avaliação. São as escolas de controle. "Elas servem como parâmetros de impacto do projeto. A metodologia é muito utilizada pela ciência médica, mas é nova no campo das ciências sociais. Mesmo que as escolas sejam impactadas por fatores externos, poderemos comparar os ganhos, relacionando os resultados aos obtidos com o acompanhamento das escolas de controle." No Brasil, serão 450 escolas de controle, totalizando 900 instituições monitoradas pelo projeto piloto.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.