Segunda-feira, 28 de maio de 2012, atualizada às 19h

Manifestação tem efeito e Superintendência revê união de turmas em escola do Borboleta

Thiago Stephan
Repórter
sala de aula

Após mobilização de estudantes, professores e pais de alunos da Escola Estadual São Vicente de Paula, que reuniu, no dia 22 de maio, mais de 300 pessoas em protesto nas ruas do bairro, a Superintendência Regional de Ensino voltou atrás na intenção de unir turmas do 6º ano da escola.

A decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira, 28. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Educação, a decisão foi tomada, principalmente, pelo fato de a turma formada contar com três alunos com necessidades especiais.

Entretanto, a decisão de unir turmas do 7º ano e do 2º ano do Ensino Médio estão mantidas, motivo de críticas por parte do coordenador em Juiz de Fora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), Eleandro Ferreira. "A decisão da Superintendência atende em parte as reivindicações tanto da comunidade como dos professores, que estão preocupados com as salas de aula lotadas. Houve um avanço, mas em relação principalmente ao 7º ano, vamos ter que analisar o que está acontecendo. Houve transferência de dois alunos, mas o número ainda está acima do que é estabelecido por lei", afirma.

Os textos são revisados por Mariana Benicá

 


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.