• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Lei que proíbe trotes muda recepção dos calouros na UFJF

    Cerca de 2.500 calouros iniciaram as aulas nesta segunda-feira com novo cenário de boas-vindas

    Angeliza Lopes
    Repórter
    2/03/2015
    UFJF

    Cerca de 2.500 calouros iniciaram as aulas nesta segunda-feira, 2 de março, na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), mas quem passou pelo Centro da cidade notou algo diferente. O trote com jovens pintados, roupas cortadas, pedindo moedas nas ruas, proibido em setembro do ano passado, pela lei 13.028, proposta pelo vereador Zé Márcio (PV), mudou o cenário de boas-vindas da universidade. Para recepcioná-los, a instituição preparou uma semana especial de programações com bate-papo, apresentações musicais, passeio ciclístico e incentivo a ações solidárias. Além dos calouros, outros 14 mil veteranos também retornaram às aulas.

    Logo na chegada, os alunos foram recebidos ao som da Banda Silva Soul, com show ao vivo no ponto de ônibus em frente às faculdades de Direito e Serviço Social. A apresentação aconteceu nos turnos da manhã e da noite. Já os estudantes do segundo período do curso de arquitetura e urbanismo distribuíram fantasias aos novatos. A recepção aconteceu na Curva do Lacet, próximo ao Independência Shopping. Os calouros de Ciências Biológicas também foram convidados a participar de gincanas e mutirões em benefício de creches e asilos e de abrigos de animais abandonados, como forma de trote solidário.

    De acordo com a caloura de pedagogia, Monaliza Enriques, de 18 anos, a proibição foi positiva, por se sentir constrangida caso tivesse que passar pelo trote, no formato anterior. "Não me sentiria à vontade. Os veteranos do meu curso são muito simpáticos e animados. Espero aprender bastante e aproveitar cada momento, fazendo novas amizades", destaca. Já Rodrigo Passos, 19, calouro de psicologia, também concorda que as mudanças foram boas. "Sempre fui contra trotes violentos ou que denegrissem a imagem dos calouros. Nossa recepção foi um bate-papo e ainda temos um tour agendado para esta semana com eles, e calourada. Ao invés de fazermos mendicância, como éramos obrigados, vamos vender um talão de rifas para arrecadar o dinheiro", conta o estudante.

    O descumprimento da lei prevê multa de R$ 500 aos responsáveis. O documento define como descumprimento da lei as ações que obrigue o estudante a consumir bebidas alcoólicas ou quaisquer outras substâncias, sejam elas lícitas ou ilícitas ou que constranja ou os obriguem a praticar atos que não sejam de sua livre vontade, também são impedidos. Na lista de proibições ainda constam o incitamento à prática de mendicância ou outros atos que os ridicularizem, além da raspagem e da pintura de cabelo.

    Programação

    Além dos shows e bate-papo com o reitor Júlio Chebli, os calouros participam do Pedal de Boas-Vindas e  ações solidárias. A universidade também oferece recepção especial para os alunos estrangeiros. Na quarta-feira, 4, das 8h às 12h, a equipe do Hemominas fará coleta de sangue no anfiteatro das pró-reitorias. Às 14h, as organizadoras da campanha "Fios de Solidariedade" entregarão para a Fundação Ricardo Moysés as mechas de cabelo doadas no ano passado para pacientes em tratamento contra o câncer. Acompanhe toda programação da semana, abaixo:

    UFJF

    Novas datas Sisu e Pism

    A UFJF divulgou novas datas dos editais de reclassificação tanto para a forma de ingresso pelo Sistema de seleção Unificada (Sisu), através da nota do Enem, como pelo Programa de Ingresso Seletivo Mistro (Pism). A primeira chamada será no dia 9 de março, com matrículas no dia 13. Já a segunda será dia 18, com matrículas em 23 de março. As matrículas deverão ser feitas presencialmente no Anfiteatro da Reitoria, no prédio central do campus de Juiz de Fora, e no Prédio da Faculdade de Pitágoras, na rua Dr. Raimundo Monteiro de Rezende, 330, em Governador Valadares.

    Os aprovados deverão ficar atentos à documentação e ao horário de cada curso. Alunos dos grupos de ingresso A e B devem ter atenção especial. Além da documentação comum a todos os aprovados, contida no Anexo 1 do edital, existe ainda outros documentos referentes ao rendimento familiar que são necessários para comprovar a situação socioeconômica.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.