Alunos da escola Delfim Moreira fazem protesto musical na avenida Rio Branco

Estudantes reivindicam a reforma do prédio, fora de funcionamento há 3 anos

Envie a sua foto pelo link SUA NOTÍCIA, clique aqui
17/09/2016

Por volta de 10h da manhã de sábado, 17 de setembro, a Fanfarra da Escola Estadual Delfim Moreira realizou uma apresentação em frente ao colégio, na avenida Rio Branco, próximo à Catedral, no Centro de Juiz de Fora, para reivindicar a reforma do prédio da instituição.

Segundo a diretora da escola, Leticia Natalino, há 3 anos as aulas ocorrem fora do colégio devido às condições precárias do prédio, e a demanda pela restauração não é atendida por parte dos órgãos públicos. A banda, composta por alunos do Delfim Moreira, apresentou versões de músicas pop contemporâneas e atraiu a atenção de quem passava pelo local.

ATUALIZAÇÃO (20/09/2016): em nota, a Secretaria de Estado de Educação informou que a elaboração do projeto foi interrompida por alguns meses devido a um pedido de reavaliação da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), por se tratar de um prédio tombado pelo patrimônio municipal. O valor do projeto contratado pelo Departamento de Obras Públicas de Minas Gerais (Deop) é de R$ 262,479. A Secretaria informou também que o projeto com as alterações requisitadas deve ser concluído até o final deste mês e enviado de volta à Funalfa.

A assessoria de imprensa da Funalfa informou que o projeto de restauração foi elaborado pela empresa Urbana Arquitetura, de Belo Horizonte, sob responsabilidade do Deop, e avaliado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural (Comppac). Ainda segundo a Funalfa, as adequações indicadas pelo Comppac estão sob análise de arquitetos e engenheiros da Gerência de Projetos e Obras do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha).

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.