Juiz de Fora - MG

Quinta-feira, 5 de julho de 2012, atualizada às 18h39

Carlos Bonifácio e PRB formalizam apoio à candidatura de Margarida

Clecius Campos
Subeditor
Foto da coletiva

Uma coletiva de imprensa pincelada por metáforas futebolísticas marcou a formalização do apoio do presidente da Câmara de Juiz de Fora Carlos Bonifácio e de sua sigla, o Partido Republicano Brasileiro (PRB), à candidatura de Margarida Salomão (PT) à Prefeitura de Juiz de Fora.

"Recebi um telefonema do ministro Marcelo Crivela, dizendo que a aliança do PRB com o PT no governo federal deveria se estender pelo Brasil. Como bem lembrou Maranhas [José Roberto, candidato a vice-prefeito na chapa de Margarida], já que Ademilson é candidato à Câmara pelo PRB, o partido seria o centroavante que faltava para completar o time", brinca Bonifácio. Politicamente, o discurso foi de que o PRB busca "o melhor para a cidade" e que o partido entendeu tal coligação como a ideal para "cuidar bem da coisa pública".

Sobre seu histórico recente, com forte ligação à administração de Custódio Mattos — Bonifácio chegou a ser líder do governo na Câmara —, o presidente da Casa Legislativa afirma que a decisão pelo apoio ao PT é fruto do que chamou de luta pela cidade de Juiz de Fora. "Ajudamos o governo municipal no que era bom para a cidade. Quando a Prefeitura andou fora dos trilhos, chamamos a atenção. O importante é buscar que Juiz de Fora seja para todos e para os que mais precisam."

A candidata Margarida Salomão classificou o apoio do PRB como um importante reforço. "Um apoio expressivo pela grande quantidade de eleitores, pelo reforço evangélico e pela capilaridade do partido." A influência de Crivela no governo Dilma também foi mencionada.

O PRB é a última sigla a incrementar a coligação batizada como Juiz de Fora para Todos, composta por PT, PSB, PCdoB, PRTB e PTdoB, além do PRB. "É uma alternativa muito bem articulada, com alianças significativas. Teremos quase 110 vereadores", contabiliza Margarida. "Em uma sociedade complexa como é a juiz-forana, para conquistar a hegemonia, é necessária a participação de atores diferentes. Em discussão interna do PT, decidiu-se que era preciso construir uma frente maior para apresentar uma alternativa de verdade para Juiz de Fora. Estamos satisfeitos de conseguir uma aliança sólida, robusta e representativa em todos os setores. Marcamos um gol."

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.