PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio espantou a crise e passou fácil pelo Sport. Nesta terça-feira (20), o time tricolor fez 3 a 0, gols de Bitello, Biel e Lucas Leiva, na Arena, pela 31ª rodada da Série B. O resultado abre margem consistente para quem está fora da zona de acesso e faz a equipe de Renato Gaúcho pular para o segundo lugar.

Com 53 pontos, o Grêmio esqueceu o tropeço contra o Novorizontino, as vaias que ecoaram ao fim do primeiro tempo e virou vice-líder, deixando o Bahia para trás. Permanecer ali dependerá do resultado dos baianos, que jogam no sábado (24), contra o Operário. Em relação ao Londrina, quinto colocado e primeiro fora da zona de acesso à Série A, a diferença está em oito pontos. A equipe paranaense ainda joga nesta rodada, sexta-feira (23), contra a Ponte Preta.

O Sport parou com 43 pontos, em sexto, e pode ver o G4 mais longe. A distância para o quarto colocado, atualmente o Vasco, pode ficar em oito pontos ao fim da rodada.

O próximo compromisso do Grêmio será contra o Sampaio Corrêa, no dia 30. O Sport no dia 28, contra o Náutico.

O Grêmio não foi um time criativo, mas chegou algumas vezes ao ataque com possibilidade de marcar. Nos pés de Biel e Guilherme, alguns dribles desequilibraram a defesa rival e proporcionaram cruzamentos perigosos. A melhor chance do primeiro tempo foi numa batida de fora da área em que a bola entraria, não fosse Rafael Thyere afastar de cima da linha. No segundo tempo, o Grêmio voltou a criar oportunidades, e dessa vez tratou de construir a vitória com tranquilidade.

Thaciano, um dos destaques dos últimos jogos do clube tricolor, sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e não teve condições de enfrentar o Sport. O escolhido para ocupar lugar no meio-campo foi Thiago Santos. O volante alterou a movimentação do setor, liberando Lucas Leiva para chegar mais ao ataque e transformando Bitello em meia. Com a bola rolando, Thiago cumpriu sua função defensiva e não apareceu muito ofensivamente.

O Sport, por sua vez, fez um jogo coletivo bem aceitável. Conseguiu, no primeiro tempo, defender-se com qualidade e evitar que o Grêmio impusesse seu ritmo jogando em casa. Mas com a bola nos pés, o time de Claudinei Oliveira pecou bastante. Quando conseguia chegar ao ataque, errava passes simples ou concluía para longe. Vagner Love acabou preso na marcação durante boa parte do jogo e as investidas partiram principalmente das movimentações de Juba e Giovanni. Na etapa final, porém, o setor defensivo 'dormiu'. A equipe nordestina deu muito espaço e foi vazada repetidamente com facilidade.

GRÊMIO

Brenno; Edilson (Rodrigo Ferreira), Geromel, Bruno Alves e Diogo Barbosa; Lucas Leiva (Lucas Silva), Thiago Santos e Bitello (Elkeson); Biel (Pedro Lucas), Guilherme (Jonatha Robert) e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

SPORT

Saulo; Eduardo, Rafael Thyere (Fábio Alemão), Sabino e Sander (Wanderson); Ronaldo (Denner), Fabinho e Giovanni (Labanderia), Luciano Juba, Vagner Love (Thiago Lopes) e Gustavo Coutinho. Técnico: Claudinei Oliveira.

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Auxiliares: Daniel Luis Marques e Evandro de Melo Lima (ambos de SP)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Cartões amarelos: Thiago Santos, Edilson, Lucas Leiva, Diogo Barbosa e Bruno Alves (GRE); Sander (SPO)

Gols: Biel (GRE), aos 5', Lucas Leiva (GRE), aos 13', e Bitello (GRE), aos 27'/2ºT.