SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O programa esportivo "El Chiringuito", atualmente transmitido pela emissora Mega, ganhou os holofotes dos torcedores brasileiros após virar palco de ataques racistas ao atacante Vinicius Júnior na semana passada.

A atração, que acumula polêmicas no cenário do futebol europeu, foge aos padrões "normais" da TV a partir de seu próprio nome: o termo "chiringuito", na Espanha, pode ser traduzido como o que conhecemos como "boteco". Diante disto, a interrupção de comentários, a gritaria e as desavenças dentro do estúdio são itens corriqueiros.

Formado por uma equipe fixa de jornalistas e a colaboração de dezenas de convidados, o programa popularesco é apresentado de domingo a quinta e vai ao ar sempre a partir de 0h no horário local ?início da noite no Brasil.

Josep Pedrerol, famoso apresentador espanhol, é considerado o fundador do "El Chiringuito". No fim de 2013, ele costurou um acordo com a Atresmedia, hoje detentora da Mega, para colocar seu plano em prática: deu certo. Em 2014, na extinta rede Nitro, a mesa-redonda foi ao ar pela primeira vez.

Desde então, foram mais de 2.000 programas ?e muitas polêmicas colecionadas. O UOL Esporte detalha, abaixo, algumas características da atração.

LÍDER É CATALÃO, MAS TEM INFLUÊNCIA NO REAL

Pedrerol é o comandante do debate. Catalão de origem e torcedor do Barcelona, ele tenta manter a imparcialidade ao abordar os assuntos futebolísticos da Espanha -o que faz muita gente considerar que ele é fã, na verdade, do Real Madrid.

A ligação do jornalista com o time da capital vai além dos "achismos": o apresentador tem relação muito próxima com Florentino Pérez, atual presidente do clube merengue.

Nos bastidores, há a tese de que o dirigente respeita Pedrerol por temer o profissional pelo tamanho que se tornou ?tanto diante do poder de alcance do "Chiringuito" quanto do próprio apresentador, que reúne mais de 1,5 milhões de seguidores no Twitter e quase 500 mil no Instagram.

CONVIDADOS E MAIS CONVIDADOS

Tomas Roncero e Cristina Cubero completam o time considerado fixo da atração e não escondem suas paixões.

O primeiro, que também trabalha no jornal As, cumpre o "papel" de torcedor do Real Madrid e não esconde seu fanatismo.

O mesmo acontece com Cubero, mas pelo lado barcelonista. Ela, aliás, ficou cinco anos fora do programa após desavenças com Pedrerol e retornou à bancada em agosto.

Apesar do trio rotineiramente aparecer na TV, a presença de convidados é o que faz jus ao nome. Frequentemente, o debate traz, em mais de uma oportunidade, uma série de personalidades ?com ênfase, obviamente, naqueles ligados ao esporte.

Foi a partir de uma destas presenças que surgiu o ataque racista a Vinicius Júnior: o responsável por relacionar as danças do brasileiro à "macaquice" foi Pedro Bravo, presidente da Associação Espanhola de Empresários de Jogadores.

Neymar também já foi alvo. O brasileiro foi tema do programa inúmeras vezes e, assim como o compatriota, sofreu críticas pesadas por driblar e dançar em suas celebrações.

POLÊMICA

As conversas a nível "de boteco" já renderam uma série de polêmicas (e memes) que atiçaram os torcedores por todo o país.

Uma delas aconteceu em 2017. Depois de o PSG golear o Barcelona por 4 a 0 na ida das oitavas de final da Liga dos Campeões em questão, o jornalista Alfredo Duro, torcedor assumido do Real Madrid, debochou dos catalães.

Durante uma edição do "Chiringuito", ele se exaltou e, repetidamente, entoou um coro com a seguinte frase: "4 a 0 y al carrer". O termo "al carrer", em catalão, dá a ideia de expulsar alguém "para a rua". A brincadeira irritou os fãs da equipe até então treinada por Luis Enrique.

O problema para Duro é que, na volta, o time então comandado por Messi, Suárez e Neymar aplicou um histórico 6 a 1 nos franceses e avançou na competição.

Outro fato que acirrou a rivalidade entre os torcedores dos dois maiores clubes da Espanha foi uma entrevista de Pep Guardiola, então técnico do Barcelona, em catalão.

Na ocasião, Tomás Roncero e Cristina Cubero iniciaram um debate quente que precisou da intervenção de Pedrerol para cessar.