SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - Um jogador da Arábia Saudita chamou a atenção nesta terça-feira (22) não só por ter ajudado a seleção a conseguir vencer a Argentina na estreia da Copa do Qatar, mas por uma característica peculiar. Nas redes sociais, Yasser Al-Shahrani foi apelidado de "Scarpa árabe", pela semelhança com o ex-jogador do Palmeiras Gustavo Scarpa.

Até o palmeirense entrou na brincadeira: "Falei que ia conseguir...", comentou Gustavo Scarpa em uma publicação no Instagram sobre o jogador da Arábia Saudita. O brasileiro não foi convocado por Tite para defender a seleção.

A semelhança de Al-Shahrani com Scarpa também virou meme nas redes sociais. Torcedores do Palmeiras e outros fãs de futebol compartilharam fotos do árabe em comparação com Gustavo e brincaram que, mesmo que o brasileiro não tenha sido convocado, assumiu sua "origem" árabe e defendeu a camisa da seleção saudita.

INÍCIO SEM GOLS E JOELHADA

Nascido em 1992 em Dammam, na Arábia Saudita, Yasser Al-Shahrani começou sua carreira no Al-Qadisiya Football Club, atuando nas categorias de base entre 2008 e 2010. Ele acabou foi para o futebol profissional, mas, em 31 jogos, não fez nenhum gol e deu apenas quatro assistências.

Em 2012, vestiu a camisa do Al-Hilal Football Club e conquistou todos os títulos da carreira até o momento, incluindo o pentacampeonato da Arábia Saudita (2017, 2018, 2020, 2021 e 2022); o tri da Copa Saudita (2015, 2017 e 2020); o tri da Supercopa da Arábia Saudita (2016, 2019 e 2022); e o bicampeonato da Champions League da Ásia (2019 e 2021).

Considerado o jogador que mais atuou em Copas e um dos mais experientes, com 60 partidas pela seleção árabe, Yasser ganhou notoriedade após marcar contra a Guatemala na Copa do Mundo Fifa Sub-20, em 2011, na Colômbia. Desde 2012, porém, o número 13 anotou apenas um gol com a camisa da Arábia Saudita, em um jogo de qualificação para a Copa contra a Palestina, em 2021.

Nesta terça-feira, fez história ao tirar a invencibilidade de 36 jogos da Argentina. A partida terminou em 2 a 1 e foi considerada uma das maiores "zebras" do futebol de todos os tempos.

Apesar dessa vitória histórica, Yasser não conseguiu comemorar com os colegas. Tudo porque o goleiro do próprio time, Al-Owais, o acertou com uma joelhada na cabeça, fazendo com que ele desmaiasse e saísse de campo mais cedo, de maca.

FORA DA COPA!

O embate entre Al-Owais e Al-Shahrani aconteceu em um dos últimos lances do jogo que garantiu a vitória da seleção árabe. Ele foi atendido ainda em campo e levado para um hospital próximo ao estádio, onde passou por exames.

Segundo relatórios divulgados, foram constatadas fraturas em alguns ossos da face, além de dentes quebrados. Por ordem do príncipe herdeiro Mohammed Bin Salman, Yasser será transferido para a Alemanha e todos os custos - tanto da viagem quanto do tratamento - serão financiados pelo governo saudita.