(UOL/FOLHAPRESS) - Nada de piada, nada de ironia. A vitória do Brasil sobre a Sérvia nesta quinta-feira (24) foi analisada com sensatez na Argentina, que elogiou demais a atuação de Tite, Neymar e companhia. "Foi uma atuação de gala, mesmo quando estava tentando abrir o placar", resumiu o comentarista Gustavo López, da Rádio La Red, a mais ouvida do esporte de Buenos Aires.

As lembranças da estreia desastrosa da Argentina, que perdeu de derrota para a Arábia Saudita, deram um tom de melancolia às narrações das principais rádios e TVs de Buenos Aires. Outra opinião pesada foi do analista Macaya Marquez, o mais respeitado comentarista de futebol da Argentina, que cobre sua 17ª Copa do Mundo.

"É um Brasil que está à altura dos grandes times de sua história e que mostra aquilo que sempre caracterizou seu futebol: a alegria e o ataque", sintetizou.

LEMBRANÇAS DE CORINTHIANS DE TITE

No canal de Tv TyC Sports, Rodolfo de Paoli, que além de narrador é técnico profissional, lembrou do Corinthians de Tite, campeão da Libertadores de 2012 em cima de um time argentino, o Boca Juniors.

"E Este Brasil mostra de novo toda a organização daquele Corinthians. Com vocês, senhoras e senhores, o cavalheiro Tite, um dos grandes da nossa profissão em todos os tempos", falou, em tom até mais elogioso do que se acostuma a ouvir nas análises brasileiras.

RICHARLISON, IMPLACÁVEL

Nos últimos anos, a rivalidade entre Richarlison e os defensores argentinos, em especial o volante Paredes, sempre rendeu muito assunto em Buenos Aires. A estreia do atacante brasileiro com dois gols não passou em branco na análise.

"Eis um brasileiro com toda a característica do seu futebol. Ele não fala. Faz também", resumiu Leonardo Gentili, locutor da Rádio La Red, que questionou seus comentaristas com uma pergunta atrevida.

"Este Richarlison não lembra o Romário, pelo oportunismo?"

Não houve resposta. Mas isso demonstra que a atuação desta quinta-feira foi brilhante. E que os argentinos estão respeitando demais o Brasil depois dessa estreia.