SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A vitória da seleção brasileira por 2 a 0 sobre a Sérvia, na estreia da equipe no grupo G da Copa do Mundo, nesta quinta-feira (24), foi exaltada pela imprensa estrangeira.

Neymar, que saiu lesionado, também teve bastante destaque, assim como Richarlison, autor dos dois gols.

"Brasil como Brasil" foi a manchete do argentino Olé, destacando que a seleção brasileira venceu com "autoridade e bom futebol". Também relatou a saída de Neymar, lesionado.

A italiana Gazzetta Dello Sport elogiou o time, afirmando em seu site que "o Brasil já dá medo".

"A torcida brasileira fora do estádio pode ser falsa ?muitos eram do Oriente Médio?, mas o talento em campo é de origem protegida, como o vinho. Lusail manda um recado ao mundo: o Brasil de Tite tem direito à condição de favorito à Copa do Mundo", escreveu o jornal italiano.

O inglês The Sun, mais sensacionalista, chamou a vitória brasileira questionando se Neymar ficaria fora da Copa depois de deixar o campo chorando por causa de lesão no tornozelo direito. Também deu destaque para Richarlison, que joga no Tottenham.

O The Guardian, também da Inglaterra, chamou o segundo gol de Richarlison de "esplêndido".

O L'Equipe, da França, onde atua Neymar, também deu destaque para a lesão do atacante do PSG: "Brasil venceu, mas preocupado com Neymar".

Sobre o jogo, diz que o placar só não foi maior por causa das intervenções do goleiro Milinkovic.

Já o Marca, da Espanha, encheu a bola de Richarlison. Apontou o segundo gol do atacante como "uma barbaridade que vai direto para o museu dos melhores gols da história das Copas do Mundo".

Os espanhóis também classificaram a partida da seleção brasileira como "uma atuação sólida, temperada com momentos de brilhantismo que são sua marca registrada".