Falsas promessas

Nome do ColunistaAlice Couto 1/11/2019

Andam por aí dizendo que o Flamengo é o Brasil na Libertadores. Como não sou flamenguista, me custa admitir essa realidade, mas já que não me resta alternativa senão aceitar, venho apenas comunicar que o Corinthians e a Ferroviária fizeram uma final totalmente brasileira na Libertadores feminina.

Na última segunda-feira, 28, o Corinthians venceu a campeã brasileira Ferroviária por 2x0 em Quito, no Equador. As meninas do “Timão” se tornaram as rainhas das Américas em 2019.

A rivalidade entre as duas equipes poderia render centenas de manchetes nos veículos esportivos do país, afinal disputaram não só o Brasil, mas as Américas em 2019.

Neste ano, as mulheres subiram muitos degraus em busca da visibilidade do futebol feminino no Brasil. Transmissão da Copa em TV aberta, comerciais e mais espaço para jornalistas mulheres nas equipes de cobertura esportiva.

Porém, agosto chegou e as novas Martas, Cristianes e Formigas seguem tentando ganhar espaço no futebol do Brasil. Na França, nossa seleção pediu por mais visibilidade e todos prometemos que o futebol feminino seguiria por outro caminho. E não cumprimos.

Nós, fãs de futebol, precisamos começar dando atenção para as equipes femininas de nossos clubes do coração e torcer muito, pois são as primeiras a serem cortadas do orçamento dos clubes brasileiros.

Nossas meninas querem jogar futebol, o esporte que mais amamos. Todos os brasileiros, especialmente nós mulheres, temos que garantir que os avanços da Copa de 2019 não sejam apenas falsas promessas e que no “país do futebol” todo mundo possa jogar.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.