• Assinantes
  • Esporte
    Quarta-feira, 21 de outubro de 2009, atualizada às 18h10

    Audiência aponta dificuldades de infraestrutura de espaços para esporte e lazer na cidade

    Clecius Campos
    Repórter

    Uma audiência pública realizada na Câmara Municipal de Juiz de Fora, na tarde desta quarta-feira, 21 de outubro, levantou questões sobre o acesso gratuito de crianças e adolescentes ao esporte e lazer na cidade. No encontro, proposto pelo vereador Luiz Carlos dos Santos (Luiz Carlos - PTC), foram apontadas algumas dificuldades de infraestrutura pelas quais passam praças e espaços para prática de esportes na cidade.

    "Muitos dos ambientes que deveriam servir para o lazer das crianças e famílias estão abandonados. Algumas praças e campos de várzea estão cheios de lixo, mato alto e servem de abrigo para moradores de rua, que deveriam ser acolhidos em outros locais. Há ainda o problema de tráfico de drogas e violência em muitas delas", denunciou.

    O secretário de Esporte e Lazer (SEL), Renato Miranda, assumiu que a cidade passa por um período de degradação dos espaços públicos e que seriam necessários 12 anos de investimentos constantes para que a infraestrutura dos locais fossem ideais. "Há dificuldades de primeiro ano de mandato que são inegáveis. Há ainda complicações de primeiro ano da criação da SEL, inédita no município."

    O vereador Júlio Gasparette (PMDB) afirmou que a falta de estrutura pode estar ligada diretamente à baixa quantia de recursos destinados ao esporte na cidade. "Estou com a Lei Orçamentária Anual (LOA) nas mãos e vejo que para 2010 está sendo destinada verba inferior a R$ 1 milhão para essa secretaria. É preciso mais dedicação financeira." Wanderson Castelar (PT) sugeriu que os demais legisladores busquem o aumento do recurso na época da aprovação da LOA, que já tramita na Casa.

    Sobre a violência nos espaços públicos, representando o Comando da Polícia Militar, o tenente Carlos Magno afirmou que a segurança é responsabilidade da polícia, mas dever de todos. "A fim de prevenir a violência, é necessário que a comunidade ordeira, de bem, ocupe o espaço público, tornando-o mais agradável."

    Miranda evidencia esforços da administração

    Mesmo diante das dificuldades, Miranda acredita que a administração municipal faz bom trabalho no quesito esporte e lazer. Ele enumerou 65 núcleos de atividades esportivas, que atendem a 7.500 pessoas por mês em 200 bairros da cidade. "Desde o início do ano, a secretaria promoveu 70 eventos de lazer, envolvendo público total de 30 mil participantes e, pela primeira vez, abrimos o Estádio Municipal para atender a 400 crianças durante as férias de janeiro."

    Miranda lembrou a chegada de verba de R$ 600 mil, via Ministério dos Esportes, para a reforma de oito campos de futebol de várzea e da candidatura de Juiz de Fora a sediar os jogos pan-americanos estudantis. "Assessores da SEL estão na cidade de Puebra, no México, realizando a defesa."

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.