• Assinantes
  • Esporte
    Quarta-feira, 22 de setembro de 2010, atualizada às 15h07

    Dezesseis botonistas disputam Campeonato Mineiro de Futebol de Mesa em Juiz de Fora

    Clecius Campos
    Repórter

    Dezesseis botonistas, sendo 12 juizforanos, disputam o Campeonato Mineiro Individual de Futebol de Mesa, na categoria três toques, nos próximos sábado, 26 de setembro, e domingo, 27, em Juiz de Fora. As partidas ocorrem na sede social do Tupi Football Club, a partir das 9h.

    A tradição da cidade no esporte torna o campeonato bem competitivo. Entre os favoritos, o atual campeão do torneio, João Francisco Stephan. Ele acredita que a disputa será ainda mais dura que no ano passado, quando foi o vencedor. "Estamos esperando os melhores jogadores da cidade e de Belo Horizonte. Além do desafio natural, tem a pressão de saber que todos querem ganhar do atual campeão, que sou eu."

    Além de Stephan, também brigam pelo título o atual campeão brasileiro individual, Janilson Pereira, e os integrantes da equipe do Tupi, Leonardo Stumpf, Marcus Motta e Henrique Madeira. De Belo Horizonte, vem o respeitado botonista da modalidade regra carioca, Vander Felipe. "Os melhores botonistas do Brasil estão em Minas Gerais. O campeonato vai ser de um nível muito alto", acredita Pereira. Ele também pensa que é um dos principais alvos na competição. "Sou a bola da vez, mas se qualquer outro for campeão, o prêmio estará em boas mãos."

    O Campeonato Mineiro vai servir como seletiva para escalar outros dois botonistas para integrar a equipe do Tupi, que disputa a Copa do Brasil de Clubes, em novembro. Segundo Pereira, a briga pelas vagas ficará entre ele e os botonistas Thiago Stephan e João Francisco Stephan. "Qualquer um que entrar irá representar bem Juiz de Fora. Temos os melhores botonistas do Brasil." João Francisco Stephan acredita que não poderá disputar a Copa do Brasil, por motivos pessoais.

    Três toques

    A categoria três toques do Futebol de Mesa é jogada com duas equipes de onze peças cada, em que cada peça é considerada um jogador. Em um campo de 2 metros por 1,4 metro de dimensão, cada técnico — aquele que manuseia as peças com uma palheta — pode executar uma jogada de cada vez, executando no máximo três lances, desde que a posse de bola seja mantida nos dois primeiros lances. Cada partida dura 50 minutos, distribuídos em dois tempos de 25 minutos cada, com intervalo de cinco minutos entre os períodos.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.