Sexta-feira, 29 de agosto de 2014, atualizada às 10h23 e às 12h17

Delegação canadense de atletismo treinará na UFJF para Rio 2016

Lucas Soares
Repórter 

Assim como a delegação chinesa, o time do Canadá de atletismo também treinará em Juiz de Fora no período pré-Jogos Olímpicos Rio 2016. Um protocolo de intenções entre a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a delegação do país norte-americano foi assinado, tratando sobre o uso do centro esportivo da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid).

Segundo o documento, entre 80 e 100 pessoas virão para Juiz de Fora para o período de aclimatização antes das Olimpíadas e entre 60 e 80 para os jogos paralímpicos. A delegação treinará no campus da UFJF de duas a três semanas e terá prioridade na escolha dos horários em relação à delegação chinesa, visto que o interesse surgiu primeiro. Os chineses concordaram com essa cláusula quando assinaram contrato.

Não haverá novos investimentos, além daqueles já acordados e definidos com a China. Além dos R$ 21 milhões já investidos na reforma e construção do centro olímpico, a UFJF já comprou equipamentos para a pista de atletismo na casa dos R$ 2,5 milhões. "Assim como ficou acordado com a China, os canadenses vão ministrar palestras e realizar um intercâmbio estudantil com nossos alunos e nossa cidade. A UFJF não vai cobrar nada do aluguel do espaço", explica o reitor Henrique Duque.

Para o chefe de gabinete da UFJF, Renato Miranda, ter duas delegações treinando na cidade para as Olimpíadas é motivo de orgulho. "Nós tínhamos o objetivo de trazer uma delegação, e conseguimos duas. A presença deles vai ajudar muito, não só a UFJF a ganhar, como a população toda de Juiz de Fora. Teremos atletas campeões mundiais treinando na cidade", comenta.

A escolha por Juiz de Fora, segundo o treinador chefe da delegação canadense, Peter Erickson, foi natural. "Nós achamos um lugar muito bom, tanto na parte de dar instrução, quanto uma cidade calma. É muito importante isso para os atletas se prepararem melhor. Nós ainda podemos promover um intercâmbio entre a Universidade de Toronto e a Universidade de York, que irão ser sede dos Jogos Pan-Americanos de 2015, com a UFJF", afirmou o treinador.

-
Sexta-feira, 29 de agosto de 2014, atualizada às 10h23 e às 12h17

Delegação canadense de atletismo treinará na UFJF para Rio 2016

Lucas Soares
Repórter 

Assim como a delegação chinesa, o time do Canadá de atletismo também treinará em Juiz de Fora no período pré-Jogos Olímpicos Rio 2016. Um protocolo de intenções entre a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a delegação do país norte-americano foi assinado, tratando sobre o uso do centro esportivo da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid).

Segundo o documento, entre 80 e 100 pessoas virão para Juiz de Fora para o período de aclimatização antes das Olimpíadas e entre 60 e 80 para os jogos paralímpicos. A delegação treinará no campus da UFJF de duas a três semanas e terá prioridade na escolha dos horários em relação à delegação chinesa, visto que o interesse surgiu primeiro. Os chineses concordaram com essa cláusula quando assinaram contrato.

Não haverá novos investimentos, além daqueles já acordados e definidos com a China. Além dos R$ 21 milhões já investidos na reforma e construção do centro olímpico, a UFJF já comprou equipamentos para a pista de atletismo na casa dos R$ 2,5 milhões. "Assim como ficou acordado com a China, os canadenses vão ministrar palestras e realizar um intercâmbio estudantil com nossos alunos e nossa cidade. A UFJF não vai cobrar nada do aluguel do espaço", explica o reitor Henrique Duque.

Para o chefe de gabinete da UFJF, Renato Miranda, ter duas delegações treinando na cidade para as Olimpíadas é motivo de orgulho. "Nós tínhamos o objetivo de trazer uma delegação, e conseguimos duas. A presença deles vai ajudar muito, não só a UFJF a ganhar, como a população toda de Juiz de Fora. Teremos atletas campeões mundiais treinando na cidade", comenta.

A escolha por Juiz de Fora, segundo o treinador chefe da delegação canadense, Peter Erickson, foi natural. "Nós achamos um lugar muito bom, tanto na parte de dar instrução, quanto uma cidade calma. É muito importante isso para os atletas se prepararem melhor. Nós ainda podemos promover um intercâmbio entre a Universidade de Toronto e a Universidade de York, que irão ser sede dos Jogos Pan-Americanos de 2015, com a UFJF", afirmou o treinador.

Sexta-feira, 29 de agosto de 2014, atualizada às 10h23 e às 12h17

Delegação canadense de atletismo treinará na UFJF para Rio 2016

Lucas Soares
Repórter 

Assim como a delegação chinesa, o time do Canadá de atletismo também treinará em Juiz de Fora no período pré-Jogos Olímpicos Rio 2016. Um protocolo de intenções entre a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a delegação do país norte-americano foi assinado, tratando sobre o uso do centro esportivo da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid).

Segundo o documento, entre 80 e 100 pessoas virão para Juiz de Fora para o período de aclimatização antes das Olimpíadas e entre 60 e 80 para os jogos paralímpicos. A delegação treinará no campus da UFJF de duas a três semanas e terá prioridade na escolha dos horários em relação à delegação chinesa, visto que o interesse surgiu primeiro. Os chineses concordaram com essa cláusula quando assinaram contrato.

Não haverá novos investimentos, além daqueles já acordados e definidos com a China. Além dos R$ 21 milhões já investidos na reforma e construção do centro olímpico, a UFJF já comprou equipamentos para a pista de atletismo na casa dos R$ 2,5 milhões. "Assim como ficou acordado com a China, os canadenses vão ministrar palestras e realizar um intercâmbio estudantil com nossos alunos e nossa cidade. A UFJF não vai cobrar nada do aluguel do espaço", explica o reitor Henrique Duque.

Para o chefe de gabinete da UFJF, Renato Miranda, ter duas delegações treinando na cidade para as Olimpíadas é motivo de orgulho. "Nós tínhamos o objetivo de trazer uma delegação, e conseguimos duas. A presença deles vai ajudar muito, não só a UFJF a ganhar, como a população toda de Juiz de Fora. Teremos atletas campeões mundiais treinando na cidade", comenta.

A escolha por Juiz de Fora, segundo o treinador chefe da delegação canadense, Peter Erickson, foi natural. "Nós achamos um lugar muito bom, tanto na parte de dar instrução, quanto uma cidade calma. É muito importante isso para os atletas se prepararem melhor. Nós ainda podemos promover um intercâmbio entre a Universidade de Toronto e a Universidade de York, que irão ser sede dos Jogos Pan-Americanos de 2015, com a UFJF", afirmou o treinador.