• Assinantes
  • Esporte
    Sexta-feira, 8 de maio de 2015, atualizada às 12h24 e às 16h19

    Morre, aos 87 anos, Geraldo Magela Tavares

    geraldo

    Morreu, aos 87 anos, na manhã desta sexta-feira, 8 de maio, o ex-treinador e atual vice-presidente do Tupi, Geraldo Magela Tavares. O óbito foi confirmado às 11h57. Segundo a assessoria da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, Magela estava internado na instituição desde o dia 23 de abril. A causa da morte foi parada cardiorrespiratória.

    O Tupi, informou, pelo Facebook, que o velório do vice-presidente será no cemitério Parque da Saudade, capela 2, a partir das 16h, desta sexta. O enterro ocorre no sábado, 9, às 10h. O time decretou luto de três dias.

    Geraldo Magela nasceu em 1927 e era torcedor do Botafogo de Futebol e Regatas. Foi jogador profissional, técnico e comentarista esportivo. Assistiu pessoalmente, no então recém-construído Maracanã, a três jogos da Copa do Mundo de 1950, incluindo a triste final contra a seleção uruguaia.

    O ex-radialista, também foi o treinador de uma das equipes mais importantes do Tupi. Em 1965, o Tupi terminou o primeiro turno do Campeonato Regional na última colocação. Foi neste momento que Magela recebeu o convite para voltar a treinar o Tupi. Aceitou, fato que o fez perder um cargo efetivo nos Correios. Foi intitulado como Fantasma do Mineirão. Além disso, também foi treinador do Sport e Tupynambás.

    O Tupi se pronunciou, por meio da assessoria, que o radialista era uma "figura ilustre na história do clube. Geraldo Magela participou ativamente do clube durante toda sua vida, atuando em várias áreas, como treinador, presidente e atualmente no cargo de vice-presidente."

    "O Geraldo Magela, além de apresentador da Mesa de Debates, foi presidente da Liga de Futebol de Juiz de Fora, líder comunitário e secretário de Governo, na gestão do prefeito Alberto Bejani. Conheci o Geraldo em 1988, quando ele era treinador do Sport Club e eu repórter esportivo. Criamos laços fortes de amizade e permanecemos em contato devido ao futebol e o rádio, o qual ele também era grande batalhador. A morte do Geraldo significa uma perda irreparável para a cidade. Temos que reconhecer o trabalho que ele desenvolveu para Juiz de Fora", destaca o jornalista e presidente da Liga de Futebol, Ricardo Wagner.

    A diretora executiva da TVE, Josane Aragão, comentou a morte do desportista, que participou do programa Mesa de Debates, durante a gestão do professor Josino Aragão. "Ele foi um grande colaborador mediando os debates da TV. Sempre uma máxima ao falar do Tupi. Ele tinha um amor muito grande pelo time e uma participação representativa nas questões da cidade. É uma perda para Juiz de Fora", declara.

    Também pela rede social, diversas pessoas ligada ao esporte manifestaram apoio à família de Geraldo Magela, como a Torcida Organizada Império Alvinegro.


    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.