Matheus Brum Matheus Brum 31/08/2016

Alô, alô freguesia! Com grandes atuações de Giancarlo e Serrato, Tupi vence primeira fora de casa na Série B

Depois de quatro meses vestindo a camisa Carijó, finalmente Giancarlo se apresentou para a torcida e mostrou a que veio. Com uma atuação impecável do centroavante, que marcou duas vezes, o Tupi venceu o Paysandu por 3 a 0, em Belém do Pará, e segue firme na luta contra o rebaixamento. A vitória, mais uma vez, serve para exorcizar o “fantasma” do Papão da Curuzu, responsável pelo fim do sonho do acesso alvinegro à Segunda Divisão em 2014. Na outra partida realizada entre as duas equipes, no primeiro turno da Série B, o Galo goleou por 5 a 1.

O Tupi começou a partida em cima do Paysandu. Logo aos dois minutos, Luiz Paulo foi derrubado na esquerda. Após a cobrança, Giancarlo cabeceou nas mãos de Emerson. Esse duelo voltaria a se repetir outras vezes. Aos sete, Thiago Luís cobrou falta de esquerda e exigiu boa defesa de Rafael Santos. Aos 11, após cobrança de escanteio, Gabriel Santos se abaixou para cabecear e a bola saiu tirando tinta da trave. Aos 15, foi a vez de Jonathan parar no goleiro do Paysandu. A pressão do Tupi continuava e, aos 29, Hiroshi chutou de primeira, exigindo grande defesa de Emerson.

Três minutos depois, Emerson foi finalmente batido. Bruno Costa cruzou da esquerda, na medida para Giancarlo, que cabeceou para o chão e “matou” o goleiro. 1 a 0 Tupi. Após o gol, o Paysandu tentou pressionar, mas não criou chances claras nos minutos finais do primeiro tempo.

Mesmo com a vantagem, o Galo voltou para o segundo tempo pressionando. Aos oito minutos, Gabriel Santos chegou a marcar para o Tupi, mas a arbitragem anulou ao marcar falta do zagueiro.

O caminho para a vitória se abriu ainda mais aos 10, quando Ricardo Capanema foi expulso após falta violenta em Marcos Serrato. Porém, mesmo com um a menos o time da casa partiu em busca do empate. Aos 19, o Paysandu esteve muito perto do empate. Rafael Santos saiu nos pés de Gilvan para impedir o gol.

Com a pressão, Estevam Soares começou a mexer na equipe. Primeiro Henrique entrou no lugar de Vinícius Kiss. Na sequência, sacou Hiroshi para a entrada de Paulinho.

As substituições surtiram o efeito desejado pelo treinador. Por isso, o balde de água fria no Paysandu veio rápido. Aos 25 minutos, Serrato encontrou espaço no meio da zaga do Papão e rolou para Jonathan, que marcou o segundo do Tupi.

Mesmo com um a menos e perdendo por dois gols, o Papão da Cuzuru não desistia. Contudo, nenhuma chance criada levou perigo à meta de Rafael Santos. Com o time todo aberto, o alvinegro juiz-forano “fechou o caixão” nos últimos minutos da partida. Aos 47, Serrato tocou para Giancarlo, que se antecipou ao goleiro Emerson e marcou o terceiro, e último gol, do Tupi no jogo. Festa dos jogadores em Belém e dos torcedores em Juiz de Fora.

Com a vitória, a primeira fora de casa, o alvinegro chegou aos 22 pontos, indo para a 17ª posição, ficando a cinco do Goiás, primeiro time fora da Zona do Rebaixamento. O Tupi volta em campo nesse sábado, às 16 horas, contra o Bragantino, 19º na tabela, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Já o Paysandu, perdeu três posições, ficando em 15º, com os mesmos 28 pontos do início da rodada. O time paraense viaja até o Centro-Oeste brasileiro, onde enfrenta a Luverdense, no sábado, no Estádio Passa das Emas.

Ficha Técnica

Gols: Giancarlo (TUP), aos 32 minutos do 1º tempo; Jonathan (TUP), aos 25 minutos do 2º tempo; Giancarlo (TUP), aos 47 minutos do 2º tempo.

Paysandu: Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan e João Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife (Leandro Cearense), Lucas (Rivaldinho) e Celsinho (Robert); Tiago Luís e Malison. Técnico: Dado Cavalcanti

Tupi: Rafael Santos; Vinícius Kiss (Henrique); Gabriel Santos, Thiago Sales e Bruno Costa; Recife (Euller), Marcos Serrato,, Hiroshi (Pedrinho), Jonathan e Luiz Paulo; Giancarlo. Técnico: Estevam Soares

Arbitragem: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS), auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Édson Campos Mendonça(MS);

Estat?sticas
Paysandu Tupi
Passes Errados 38 31
Finaliza?es 15 (6 certas e 9 erradas) 16 (11 certas e 5 erradas)
Cruzamentos 32 (9 certos e 23 errados) 24 (5 certos e 19 errados)
Desarmes 12 10
Faltas Cometidas 14 14
Cart?es 1 vermelho e 1 amarelo 3 amarelos
Lan?amentos 28 (9 certos e 19 errados)
Impedimentos 2 2


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Já foi estagiário na Rádio CBN Juiz de Fora. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras"; colaborador da Web Rádio Nac, apresentando uma coluna de opinião diariamente; editor e apresentador do programa Mosaico, que vai ao ar semanalmente na TVE, canal 12, e é membro da Acesso Comunicação Júnior, Empresa Júnior da Faculdade de Comunicação da UFJF, trabalhando no Departamento de Projetos e no núcleo de Jornalismo.

Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

-
Matheus Brum Matheus Brum 31/08/2016

Alô, alô freguesia! Com grandes atuações de Giancarlo e Serrato, Tupi vence primeira fora de casa na Série B

Depois de quatro meses vestindo a camisa Carijó, finalmente Giancarlo se apresentou para a torcida e mostrou a que veio. Com uma atuação impecável do centroavante, que marcou duas vezes, o Tupi venceu o Paysandu por 3 a 0, em Belém do Pará, e segue firme na luta contra o rebaixamento. A vitória, mais uma vez, serve para exorcizar o “fantasma” do Papão da Curuzu, responsável pelo fim do sonho do acesso alvinegro à Segunda Divisão em 2014. Na outra partida realizada entre as duas equipes, no primeiro turno da Série B, o Galo goleou por 5 a 1.

O Tupi começou a partida em cima do Paysandu. Logo aos dois minutos, Luiz Paulo foi derrubado na esquerda. Após a cobrança, Giancarlo cabeceou nas mãos de Emerson. Esse duelo voltaria a se repetir outras vezes. Aos sete, Thiago Luís cobrou falta de esquerda e exigiu boa defesa de Rafael Santos. Aos 11, após cobrança de escanteio, Gabriel Santos se abaixou para cabecear e a bola saiu tirando tinta da trave. Aos 15, foi a vez de Jonathan parar no goleiro do Paysandu. A pressão do Tupi continuava e, aos 29, Hiroshi chutou de primeira, exigindo grande defesa de Emerson.

Três minutos depois, Emerson foi finalmente batido. Bruno Costa cruzou da esquerda, na medida para Giancarlo, que cabeceou para o chão e “matou” o goleiro. 1 a 0 Tupi. Após o gol, o Paysandu tentou pressionar, mas não criou chances claras nos minutos finais do primeiro tempo.

Mesmo com a vantagem, o Galo voltou para o segundo tempo pressionando. Aos oito minutos, Gabriel Santos chegou a marcar para o Tupi, mas a arbitragem anulou ao marcar falta do zagueiro.

O caminho para a vitória se abriu ainda mais aos 10, quando Ricardo Capanema foi expulso após falta violenta em Marcos Serrato. Porém, mesmo com um a menos o time da casa partiu em busca do empate. Aos 19, o Paysandu esteve muito perto do empate. Rafael Santos saiu nos pés de Gilvan para impedir o gol.

Com a pressão, Estevam Soares começou a mexer na equipe. Primeiro Henrique entrou no lugar de Vinícius Kiss. Na sequência, sacou Hiroshi para a entrada de Paulinho.

As substituições surtiram o efeito desejado pelo treinador. Por isso, o balde de água fria no Paysandu veio rápido. Aos 25 minutos, Serrato encontrou espaço no meio da zaga do Papão e rolou para Jonathan, que marcou o segundo do Tupi.

Mesmo com um a menos e perdendo por dois gols, o Papão da Cuzuru não desistia. Contudo, nenhuma chance criada levou perigo à meta de Rafael Santos. Com o time todo aberto, o alvinegro juiz-forano “fechou o caixão” nos últimos minutos da partida. Aos 47, Serrato tocou para Giancarlo, que se antecipou ao goleiro Emerson e marcou o terceiro, e último gol, do Tupi no jogo. Festa dos jogadores em Belém e dos torcedores em Juiz de Fora.

Com a vitória, a primeira fora de casa, o alvinegro chegou aos 22 pontos, indo para a 17ª posição, ficando a cinco do Goiás, primeiro time fora da Zona do Rebaixamento. O Tupi volta em campo nesse sábado, às 16 horas, contra o Bragantino, 19º na tabela, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Já o Paysandu, perdeu três posições, ficando em 15º, com os mesmos 28 pontos do início da rodada. O time paraense viaja até o Centro-Oeste brasileiro, onde enfrenta a Luverdense, no sábado, no Estádio Passa das Emas.

Ficha Técnica

Gols: Giancarlo (TUP), aos 32 minutos do 1º tempo; Jonathan (TUP), aos 25 minutos do 2º tempo; Giancarlo (TUP), aos 47 minutos do 2º tempo.

Paysandu: Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan e João Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife (Leandro Cearense), Lucas (Rivaldinho) e Celsinho (Robert); Tiago Luís e Malison. Técnico: Dado Cavalcanti

Tupi: Rafael Santos; Vinícius Kiss (Henrique); Gabriel Santos, Thiago Sales e Bruno Costa; Recife (Euller), Marcos Serrato,, Hiroshi (Pedrinho), Jonathan e Luiz Paulo; Giancarlo. Técnico: Estevam Soares

Arbitragem: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS), auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Édson Campos Mendonça(MS);

Estat?sticas
Paysandu Tupi
Passes Errados 38 31
Finaliza?es 15 (6 certas e 9 erradas) 16 (11 certas e 5 erradas)
Cruzamentos 32 (9 certos e 23 errados) 24 (5 certos e 19 errados)
Desarmes 12 10
Faltas Cometidas 14 14
Cart?es 1 vermelho e 1 amarelo 3 amarelos
Lan?amentos 28 (9 certos e 19 errados)
Impedimentos 2 2


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Já foi estagiário na Rádio CBN Juiz de Fora. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras"; colaborador da Web Rádio Nac, apresentando uma coluna de opinião diariamente; editor e apresentador do programa Mosaico, que vai ao ar semanalmente na TVE, canal 12, e é membro da Acesso Comunicação Júnior, Empresa Júnior da Faculdade de Comunicação da UFJF, trabalhando no Departamento de Projetos e no núcleo de Jornalismo.

Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

Matheus Brum Matheus Brum 31/08/2016

Alô, alô freguesia! Com grandes atuações de Giancarlo e Serrato, Tupi vence primeira fora de casa na Série B

Depois de quatro meses vestindo a camisa Carijó, finalmente Giancarlo se apresentou para a torcida e mostrou a que veio. Com uma atuação impecável do centroavante, que marcou duas vezes, o Tupi venceu o Paysandu por 3 a 0, em Belém do Pará, e segue firme na luta contra o rebaixamento. A vitória, mais uma vez, serve para exorcizar o “fantasma” do Papão da Curuzu, responsável pelo fim do sonho do acesso alvinegro à Segunda Divisão em 2014. Na outra partida realizada entre as duas equipes, no primeiro turno da Série B, o Galo goleou por 5 a 1.

O Tupi começou a partida em cima do Paysandu. Logo aos dois minutos, Luiz Paulo foi derrubado na esquerda. Após a cobrança, Giancarlo cabeceou nas mãos de Emerson. Esse duelo voltaria a se repetir outras vezes. Aos sete, Thiago Luís cobrou falta de esquerda e exigiu boa defesa de Rafael Santos. Aos 11, após cobrança de escanteio, Gabriel Santos se abaixou para cabecear e a bola saiu tirando tinta da trave. Aos 15, foi a vez de Jonathan parar no goleiro do Paysandu. A pressão do Tupi continuava e, aos 29, Hiroshi chutou de primeira, exigindo grande defesa de Emerson.

Três minutos depois, Emerson foi finalmente batido. Bruno Costa cruzou da esquerda, na medida para Giancarlo, que cabeceou para o chão e “matou” o goleiro. 1 a 0 Tupi. Após o gol, o Paysandu tentou pressionar, mas não criou chances claras nos minutos finais do primeiro tempo.

Mesmo com a vantagem, o Galo voltou para o segundo tempo pressionando. Aos oito minutos, Gabriel Santos chegou a marcar para o Tupi, mas a arbitragem anulou ao marcar falta do zagueiro.

O caminho para a vitória se abriu ainda mais aos 10, quando Ricardo Capanema foi expulso após falta violenta em Marcos Serrato. Porém, mesmo com um a menos o time da casa partiu em busca do empate. Aos 19, o Paysandu esteve muito perto do empate. Rafael Santos saiu nos pés de Gilvan para impedir o gol.

Com a pressão, Estevam Soares começou a mexer na equipe. Primeiro Henrique entrou no lugar de Vinícius Kiss. Na sequência, sacou Hiroshi para a entrada de Paulinho.

As substituições surtiram o efeito desejado pelo treinador. Por isso, o balde de água fria no Paysandu veio rápido. Aos 25 minutos, Serrato encontrou espaço no meio da zaga do Papão e rolou para Jonathan, que marcou o segundo do Tupi.

Mesmo com um a menos e perdendo por dois gols, o Papão da Cuzuru não desistia. Contudo, nenhuma chance criada levou perigo à meta de Rafael Santos. Com o time todo aberto, o alvinegro juiz-forano “fechou o caixão” nos últimos minutos da partida. Aos 47, Serrato tocou para Giancarlo, que se antecipou ao goleiro Emerson e marcou o terceiro, e último gol, do Tupi no jogo. Festa dos jogadores em Belém e dos torcedores em Juiz de Fora.

Com a vitória, a primeira fora de casa, o alvinegro chegou aos 22 pontos, indo para a 17ª posição, ficando a cinco do Goiás, primeiro time fora da Zona do Rebaixamento. O Tupi volta em campo nesse sábado, às 16 horas, contra o Bragantino, 19º na tabela, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Já o Paysandu, perdeu três posições, ficando em 15º, com os mesmos 28 pontos do início da rodada. O time paraense viaja até o Centro-Oeste brasileiro, onde enfrenta a Luverdense, no sábado, no Estádio Passa das Emas.

Ficha Técnica

Gols: Giancarlo (TUP), aos 32 minutos do 1º tempo; Jonathan (TUP), aos 25 minutos do 2º tempo; Giancarlo (TUP), aos 47 minutos do 2º tempo.

Paysandu: Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan e João Lucas; Ricardo Capanema, Augusto Recife (Leandro Cearense), Lucas (Rivaldinho) e Celsinho (Robert); Tiago Luís e Malison. Técnico: Dado Cavalcanti

Tupi: Rafael Santos; Vinícius Kiss (Henrique); Gabriel Santos, Thiago Sales e Bruno Costa; Recife (Euller), Marcos Serrato,, Hiroshi (Pedrinho), Jonathan e Luiz Paulo; Giancarlo. Técnico: Estevam Soares

Arbitragem: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS), auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Édson Campos Mendonça(MS);

Estat?sticas
Paysandu Tupi
Passes Errados 38 31
Finaliza?es 15 (6 certas e 9 erradas) 16 (11 certas e 5 erradas)
Cruzamentos 32 (9 certos e 23 errados) 24 (5 certos e 19 errados)
Desarmes 12 10
Faltas Cometidas 14 14
Cart?es 1 vermelho e 1 amarelo 3 amarelos
Lan?amentos 28 (9 certos e 19 errados)
Impedimentos 2 2


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Já foi estagiário na Rádio CBN Juiz de Fora. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras"; colaborador da Web Rádio Nac, apresentando uma coluna de opinião diariamente; editor e apresentador do programa Mosaico, que vai ao ar semanalmente na TVE, canal 12, e é membro da Acesso Comunicação Júnior, Empresa Júnior da Faculdade de Comunicação da UFJF, trabalhando no Departamento de Projetos e no núcleo de Jornalismo.

Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com