Tupi é goleado em pelo Atlético-MG no Horto

Matheus Brum Matheus Brum 14/03/2017

Nem o mais otimista torcedor Carijó esperava uma noite feliz em Belo Horizonte. De um lado, um galo “depenado”, brigando para não entrar na zona do rebaixamento. Do outro, um galo “forte e vingador”, líder e com 100% de aproveitamento. Dentro de campo, essa diferença se mostrou gigantesca. No final, 4 a 0 para o Atlético, que continua “reinando” em Minas Gerais.

O cenário já era difícil para o Tupi quando foi divulgada a escalação titular da equipe da capital. Time completo para o embate, válido pela 7ª rodada do Campeonato Mineiro. Para piorar, aos 14 minutos, Marcel, em uma infelicidade, marcou contra. Robinho lançou Otero na área, que dividiu com Elivelton. A bola desivou na canela do camisa 5 e encobriu Paulo Henrique.

Três minutos depois, os mandantes ampliaram o placar. Cazares desceu pela esquerda e rolou para Robinho, na grande área. O camisa 7 limpou a marcação e tocou no canto esquerda da meta Carijó.

Mesmo com a pressão dos adversários, o Tupi tentava ir ao ataque. E a melhor chance apareceu na bola parada. Depois de cobrança de escanteio, Elivelton cabeceou no travessão.

O jogo continuava movimentado, com as duas equipes chegando ao ataque. Rafael Carioca e Fred, de voleio, desperdiçaram chances de aumentar o placar. Pelo lado carijó, Caça Rato, Bonilha e Ruan Teles, não conseguiram dimunuir.

Aos cinco minutos do segundo tempo, Bonilha infiltrou entre a zaga do Atlético e tentou encobrir Giovanni. A finalização foi fraca e o goleiro conseguiu fazer a defesa.

Como no futebol a máxima “quem não faz, leva”, é veridica, o Galo belorizontino chegou ao terceiro gol. Robinho cobrou escanteio da esquerda. No segundo pau, Gabriel desviou para o “fundo do barbante”.

Com 3 a 0 no placar, o jogo caiu de ritmo. Tendo a vantagem, o Atlético ficou tocando bola, esperando o tempo passar. Já sabendo que uma reação seria impossível, o Tupi se preocupou em não deixar a derrota mais vexatória, o que não aconteceu.

Aos 39 minutos, Elias pegou a sobra, e da meia lua marcou o quarto e último gol da peleja.

Com o resultado, o Tupi caiu uma posição, indo para 9º lugar, se mantendo um ponto à frente do Democrata, primeiro time no Z-2. Na próxima rodada, os dois times se enfrentam, dia 18, sábado, às 17h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Ficha Técnica – Atlético-MG 4 vs 0 Tupi

Gols: Marcel (CONTRA), aos 14’ do 1º tempo; Robinho (CAM), aos 18’ do 1º tempo; Gabriel (CAM), aos 15’ do 2º tempo; Elias (CAM), aos 39’ do 2º tempo;

Atlético-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Otero (Luan) e Cazares; Robinho (Danilo Barcelos) e Fred (Rafael Moura). Técnico: Roger Machado

Tupi: Paulo Henrique; Lucas, Elivelton, Edmário e Bruno Santos; Marcel, Bonilha, Bruno Paiva (Dieguinho) e Ruan Teles; Jajá (Marcinho) e Caça Rato (Matheus Pato). Técnico: Aílton Ferraz

Arbitragem: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Fernanda Gomes Antunes

Público e Renda: 13.134 / R$ 187.795,00

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.