CR7 marca, Tupi vence fora de casa, e crava permanência na elite do Mineiro

Matheus BrumMatheus Brum 27/03/2017

Finalmente, o fantasma do rebaixamento foi extirpado dos gramados de Santa Terezinha. O Galo Carijó viajou até Nova Lima e, de virada, conseguiu a vitória em cima do Villa Nova. Flávio Caça-Rato e Matheus Pato marcaram para o alvinegro, que ainda desperdiçou um pênalti. Lula descontou para os mandantes. Com o resultado, o “Fantasma do Mineirão” chegou a 11 pontos, e, matematicamente, não pode ser ultrapassado pelos dois times que ocupam o Z-2 (Tricordiano e América-TO). De quebra, pôs fim a um tabu: não vencia em Nova Lima há nove anos.

O início da partida não foi nada bom para o time juiz-forano. Aos quatro minutos, o zagueiro Lula fez uma pintura. Recebeu cruzamento de Leozinho, e de primeira, emendou para o gol.

Com a desvantagem, o Carijó foi para cima. Bruno Santos e Edmário chegaram com perigo, dando susto na torcida presente no Estádio Castor Cifuentes. Com a pressão, veio o empate. Aos 28, Lucas cruzou da direita. Caça-Rato subiu mais alto que a zaga e cabeceou no ângulo do experiente Fernando Henrique (ex-Fluminense e Ceará).

No início do segundo tempo, assim como no primeiro, saiu um gol, o terceiro da partida. Quem vibrou foram os carijós. Em contra-ataque, Caça-Rato cruzou para Matheus Pato, que de cabeça colocou o alvinegro na frente.

Em situação complicada na tabela, o Villa foi pra cima. Contudo, os atletas não estavam com a pontaria calibrada. Leozinho, Bruno Ré e Lula desperdiçaram boas chances para o “Leão do Bonfim”.

Com o adversário todo à frente, o Tupi se defendia e saía nos contragolpes. Aos 37, Bruno Paiva recebeu na intermediária e arriscou. A bola “carimbou” a trave de Fernando Henrique. No minuto seguinte, pênalti. Matheus Pato foi derrubado por Bruno Ré na área. Porém, na cobrança, o camisa 9 bateu mal e parou nas mãos de FH.

Com apenas um gol de diferença, e o adversário tendo defendido um pênalti, os últimos minutos foram de ataque contra defesa. Aí, brilhou a estrela do jovem goleiro Paulo Henrique. O arqueiro Carijó foi bem exigido nos chutes de Robertinho e Roni. No último lance, Felipe Augusto ainda teve chances de empatar, mas finalizou para fora.

Com a vitória o Tupi foi a 11 pontos, mas se mantém na 8º colocação. O time está a três pontos do Tombense, primeiro time no G-4. Uma combinação de resultados, nas duas próximas rodadas pode levar o alvinegro juiz-forano às semifinais do Estadual, o que não acontece desde 2012. Na próxima rodada, o time de Santa Terezinha recebe o América-MG, no domingo, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Ficha Técnica – Villa Nova 1 vs 2 Tupi

Gols: Lula (VIL), aos 4’ do 1º tempo; Flávio Caça-Rato (TUP), aos 24’ do 1º tempo; Matheus Pato (TUP), aos 5’ do 2º tempo;

Villa Nova: Fernando Henrique, Gabriel, Gladstone, Lula e Bruno Ré; Leandro (Robertinho), Paulo Vitor, Arthur Faria (Renato Kayser) e Leozinho (Leonidas); Felipe Augusto e Roni. Técnico: Ito Roque

Tupi: Paulo Henrique, Lucas (Jonathan), Elivélton, Edmário e Bruno Santos; Marcel, Leandro Ferreira, Jajá (Rafael Teixeira) e Ruan Teles; Matheus Pato e Flávio Caça-Rato (Bruno Paiva). Técnico: Ailton Ferraz.

Arbitragem: Jerferson Antônio da Costa, auxiliado por Pablo Almeida Costa e Felipe Souza Leal

-

CR7 marca, Tupi vence fora de casa, e crava permanência na elite do Mineiro

Matheus BrumMatheus Brum 27/03/2017

Finalmente, o fantasma do rebaixamento foi extirpado dos gramados de Santa Terezinha. O Galo Carijó viajou até Nova Lima e, de virada, conseguiu a vitória em cima do Villa Nova. Flávio Caça-Rato e Matheus Pato marcaram para o alvinegro, que ainda desperdiçou um pênalti. Lula descontou para os mandantes. Com o resultado, o “Fantasma do Mineirão” chegou a 11 pontos, e, matematicamente, não pode ser ultrapassado pelos dois times que ocupam o Z-2 (Tricordiano e América-TO). De quebra, pôs fim a um tabu: não vencia em Nova Lima há nove anos.

O início da partida não foi nada bom para o time juiz-forano. Aos quatro minutos, o zagueiro Lula fez uma pintura. Recebeu cruzamento de Leozinho, e de primeira, emendou para o gol.

Com a desvantagem, o Carijó foi para cima. Bruno Santos e Edmário chegaram com perigo, dando susto na torcida presente no Estádio Castor Cifuentes. Com a pressão, veio o empate. Aos 28, Lucas cruzou da direita. Caça-Rato subiu mais alto que a zaga e cabeceou no ângulo do experiente Fernando Henrique (ex-Fluminense e Ceará).

No início do segundo tempo, assim como no primeiro, saiu um gol, o terceiro da partida. Quem vibrou foram os carijós. Em contra-ataque, Caça-Rato cruzou para Matheus Pato, que de cabeça colocou o alvinegro na frente.

Em situação complicada na tabela, o Villa foi pra cima. Contudo, os atletas não estavam com a pontaria calibrada. Leozinho, Bruno Ré e Lula desperdiçaram boas chances para o “Leão do Bonfim”.

Com o adversário todo à frente, o Tupi se defendia e saía nos contragolpes. Aos 37, Bruno Paiva recebeu na intermediária e arriscou. A bola “carimbou” a trave de Fernando Henrique. No minuto seguinte, pênalti. Matheus Pato foi derrubado por Bruno Ré na área. Porém, na cobrança, o camisa 9 bateu mal e parou nas mãos de FH.

Com apenas um gol de diferença, e o adversário tendo defendido um pênalti, os últimos minutos foram de ataque contra defesa. Aí, brilhou a estrela do jovem goleiro Paulo Henrique. O arqueiro Carijó foi bem exigido nos chutes de Robertinho e Roni. No último lance, Felipe Augusto ainda teve chances de empatar, mas finalizou para fora.

Com a vitória o Tupi foi a 11 pontos, mas se mantém na 8º colocação. O time está a três pontos do Tombense, primeiro time no G-4. Uma combinação de resultados, nas duas próximas rodadas pode levar o alvinegro juiz-forano às semifinais do Estadual, o que não acontece desde 2012. Na próxima rodada, o time de Santa Terezinha recebe o América-MG, no domingo, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Ficha Técnica – Villa Nova 1 vs 2 Tupi

Gols: Lula (VIL), aos 4’ do 1º tempo; Flávio Caça-Rato (TUP), aos 24’ do 1º tempo; Matheus Pato (TUP), aos 5’ do 2º tempo;

Villa Nova: Fernando Henrique, Gabriel, Gladstone, Lula e Bruno Ré; Leandro (Robertinho), Paulo Vitor, Arthur Faria (Renato Kayser) e Leozinho (Leonidas); Felipe Augusto e Roni. Técnico: Ito Roque

Tupi: Paulo Henrique, Lucas (Jonathan), Elivélton, Edmário e Bruno Santos; Marcel, Leandro Ferreira, Jajá (Rafael Teixeira) e Ruan Teles; Matheus Pato e Flávio Caça-Rato (Bruno Paiva). Técnico: Ailton Ferraz.

Arbitragem: Jerferson Antônio da Costa, auxiliado por Pablo Almeida Costa e Felipe Souza Leal

CR7 marca, Tupi vence fora de casa, e crava permanência na elite do Mineiro

Matheus BrumMatheus Brum 27/03/2017

Finalmente, o fantasma do rebaixamento foi extirpado dos gramados de Santa Terezinha. O Galo Carijó viajou até Nova Lima e, de virada, conseguiu a vitória em cima do Villa Nova. Flávio Caça-Rato e Matheus Pato marcaram para o alvinegro, que ainda desperdiçou um pênalti. Lula descontou para os mandantes. Com o resultado, o “Fantasma do Mineirão” chegou a 11 pontos, e, matematicamente, não pode ser ultrapassado pelos dois times que ocupam o Z-2 (Tricordiano e América-TO). De quebra, pôs fim a um tabu: não vencia em Nova Lima há nove anos.

O início da partida não foi nada bom para o time juiz-forano. Aos quatro minutos, o zagueiro Lula fez uma pintura. Recebeu cruzamento de Leozinho, e de primeira, emendou para o gol.

Com a desvantagem, o Carijó foi para cima. Bruno Santos e Edmário chegaram com perigo, dando susto na torcida presente no Estádio Castor Cifuentes. Com a pressão, veio o empate. Aos 28, Lucas cruzou da direita. Caça-Rato subiu mais alto que a zaga e cabeceou no ângulo do experiente Fernando Henrique (ex-Fluminense e Ceará).

No início do segundo tempo, assim como no primeiro, saiu um gol, o terceiro da partida. Quem vibrou foram os carijós. Em contra-ataque, Caça-Rato cruzou para Matheus Pato, que de cabeça colocou o alvinegro na frente.

Em situação complicada na tabela, o Villa foi pra cima. Contudo, os atletas não estavam com a pontaria calibrada. Leozinho, Bruno Ré e Lula desperdiçaram boas chances para o “Leão do Bonfim”.

Com o adversário todo à frente, o Tupi se defendia e saía nos contragolpes. Aos 37, Bruno Paiva recebeu na intermediária e arriscou. A bola “carimbou” a trave de Fernando Henrique. No minuto seguinte, pênalti. Matheus Pato foi derrubado por Bruno Ré na área. Porém, na cobrança, o camisa 9 bateu mal e parou nas mãos de FH.

Com apenas um gol de diferença, e o adversário tendo defendido um pênalti, os últimos minutos foram de ataque contra defesa. Aí, brilhou a estrela do jovem goleiro Paulo Henrique. O arqueiro Carijó foi bem exigido nos chutes de Robertinho e Roni. No último lance, Felipe Augusto ainda teve chances de empatar, mas finalizou para fora.

Com a vitória o Tupi foi a 11 pontos, mas se mantém na 8º colocação. O time está a três pontos do Tombense, primeiro time no G-4. Uma combinação de resultados, nas duas próximas rodadas pode levar o alvinegro juiz-forano às semifinais do Estadual, o que não acontece desde 2012. Na próxima rodada, o time de Santa Terezinha recebe o América-MG, no domingo, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Ficha Técnica – Villa Nova 1 vs 2 Tupi

Gols: Lula (VIL), aos 4’ do 1º tempo; Flávio Caça-Rato (TUP), aos 24’ do 1º tempo; Matheus Pato (TUP), aos 5’ do 2º tempo;

Villa Nova: Fernando Henrique, Gabriel, Gladstone, Lula e Bruno Ré; Leandro (Robertinho), Paulo Vitor, Arthur Faria (Renato Kayser) e Leozinho (Leonidas); Felipe Augusto e Roni. Técnico: Ito Roque

Tupi: Paulo Henrique, Lucas (Jonathan), Elivélton, Edmário e Bruno Santos; Marcel, Leandro Ferreira, Jajá (Rafael Teixeira) e Ruan Teles; Matheus Pato e Flávio Caça-Rato (Bruno Paiva). Técnico: Ailton Ferraz.

Arbitragem: Jerferson Antônio da Costa, auxiliado por Pablo Almeida Costa e Felipe Souza Leal