Baeta vence a primeira no Hexagonal Final do Mineiro e Lúdyo permanece

Matheus Brum Matheus Brum 2/05/2017

Não que o técnico estivesse na berlinda. Mas, as seis derrotas seguidas já estavam deixando uma “pulga atrás da orelha” do torcedor alvirrubro. Seria Lúdyo Santos o nome certo para comandar o Tupynambás?

Antes que a “pulga” começasse a procriar, Igor Santana e Tony, jogaram um “inseticida”, e deram fim a esse jejum. Vitória do lanterna sobre o líder Patrocinense, e os primeiros pontos no Hexagonal Final do Módulo II do Campeonato Mineiro. Ao final do confronto, o Gestor de Futebol do Baeta, Alberto Simão, anunciou a renovação de contrato do treinador até o final de 2018.

Precisando desesperadamente da vitória, o “Leão do Poço Rico” começou a partida em cima, tentando bloquear o espaço da equipe adversária. A pressão deu certo, e aos 35 minutos, Igor Henrique desceu pela esquerda e cruzou rasteiro. Com muita habilidade, Ademilson ajeitou para Igor Soares. O jovem atacante bateu de primeira. A bola ainda beijou a trave esquerda antes de entrar. Quinto gol do camisa 11, que é o artilheiro o Tupynambás e chegou à vice-liderança do quesito do torneio.

Ainda no primeiro tempo, o Baeta aumentou. Gustavo puxou contra-ataque rápido e rolou na direta para Tony. O camisa 7 invadiu a grande área e tocou por baixo das pernas de Claysson. 2 a 0.

No início da segunda etapa, Igor Rayan saiu lesionado para a entrada do goleiro César. O arqueiro quase permitiu que o Patrocinense diminuísse depois de uma falha. Aos 29 minutos, o camisa 12 saiu mal do gol. Mas, por sorte, Dedé cabeceou para fora, depois de subir sozinho.

Após o susto, a equipe juiz-forana soube segurar o resultado para enfim, sair do zero no Hexagonal Final.
O time não vai ter muito tempo para comemorar a vitória. Os comandados de Lúdyo Santos vão até Varginha, no Sul de Minas, enfrentar o Boa Esporte, quarta-feira, às 20h no Estádio Municipal Dilzon Melo.

Ficha Técnica – Tupynambás 2 vs 0 Patrocinense

Gols: Igor Soares (TUP), aos 35’ do 1º tempo; Tony (TUP), aos 46’ do 1º tempo;

Tupynambás: Igor Rayan (César); Arlan, Thales e Washington; Tony, Marcelo Brandão, Gustavo Crecci, Igor Soares (Vinícius), Igor Henrique e Lucas Hipólito; Ademilson (Igor Balotelli). Técnico: Lúdyo Santos

Patrocinense: Claysson; Kaique (Lucas Kattah), Deoclecio, André Alves e Bruno; Fumaça, Márcio César, Petter (Leonardo) e Dede; Pedro Felipe (Michael) e Ademir. Técnico: Rogério Henrique

Arbitragem: Enivaldo Lopes da Silva, auxiliado por Fernanda Gomes Antunes e Fabiano Jesus Silva

Público e Renda: 409 (59 pagantes) / R$850,00

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.