• Assinantes
  • Autenticação
  • Fim de Ano
    Atualizada, quinta-feira, 21 de dezembro de 2017, às 20h

    Cuidados com a alimentação na ceia de Natal podem evitar mal-estar no dia seguinte

    Da redação

    Ceia de Natal é sinônimo de fartura e variedade de alimentos e bebidas. Mesa decorada, família reunida e muita festa. Para os mais afoitos, o garfo e o copo podem se tornar inimigos e os problemas estomacais e a ressaca no dia seguinte inevitáveis. "Como são muitos alimentos típicos e variados, para se evitar azia e mal-estar é fundamental que a pessoa não coma em grande quantidade, principalmente carnes gordurosas, vinhos, doces, nozes e castanhas", destaca a nutricionista Letícia Mariano.

    Outro aspecto fundamental no cuidado com a saúde é prestar atenção na hora em que o alimento é ingerido. "A maioria das pessoas come muito tarde e logo depois vai dormir. Com isto, o organismo trabalha mais devagar, facilitando a azia no dia seguinte e o acúmulo de calorias", explica. Para os mais gulosos, que ficam longas horas sem se alimentar para tirar o atraso na hora da ceia, os prejuízos causados no organismo superam a satisfação momentânea. "O ideal é a consciência do tipo de alimento e da quantidade que a pessoa come. A alimentação deve ocorrer de três em três horas e em pequenas quantidades. Quando o período entre as refeições é extenso, o acúmulo de gorduras é maior e a digestão fica prejudicada", salienta Letícia.

    Nestas ocasiões, a nutricionista recomenda a ingestão de frutas e de sucos naturais, ricos em nutrientes e que facilitam a digestão pelo organismo. Segundo ela, os líquidos gelados na hora das refeições também atrapalham o processo digestivo. "O ideal é tomar os líquidos uma hora antes e uma hora depois."

    Azia e ressaca, e agora?

    Se a pessoa deslizou e se entregou aos excessos, a dica para o dia seguinte é apelar para alimentação mais leve, rica em verduras, legumes, frutas e líquidos saudáveis. "Nada de bebidas alcoólicas, pois são ricas em calorias. Nesta hora, o ideal é tomar um copo de água para cada copo de bebida alcoólica, para evitar a desidratação e o mal-estar. Jamais a pessoa deve tomar remédios ou provocar o vômito." Letícia explica que os refrigerantes, em especial, prejudicam a absorção de cálcio pelos ossos.   

    Cuidados com a salmonella

    Outro ponto importante sobre a ceia de Natal é o armazenamento dos alimentos, principalmente os que estragam ou azedam mais rapidamente, como a maionese e o salpicão. "O ideal é a pessoa consumir logo após o prato ter sido preparado, para evitar o crescimento das bactérias. Nos ovos da maionese, por exemplo, a bactéria salmonella se multiplica muito rápido, podendo causar uma intoxicação alimentar", alerta. Ela complementa dizendo que o recomendável é deixar os ingredientes separados, utilizar sempre maionese industrializada e fazer a mistura só na hora do consumo.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.