• Assinantes
  • Autenticação
  • Fim de Ano
    Terça-feira, 21 de dezembro de 2010, atualizada às 18h30

    Juizforanos lotam as ruas e o comércio às vésperas do Natal

    Aline Furtado
    Repórter
    Movimento nas ruas

    Faltando quatro dias para o Natal, os juizforanos lotam o comércio da região central da cidade em busca dos presentes. Devido à demanda, algumas lojas já registram a falta de determinados itens.

    "Reforçamos o estoque, acreditando que estaríamos preparados para o movimento intenso, principalmente nesta última semana antes do Natal. Mas alguns produtos já se esgotaram", destaca a gerente de uma loja de calçados, Maria Clara Guedes.

    A também gerente de uma loja de vestuário, Madalena Garcia, afirma que, mesmo tendo planejado para que as peças não acabassem, em função da grande procura, foi necessário repor mercadoria ainda na primeira quinzena do mês. "As pessoas querem agradar o próximo, seja com uma peça mais cara ou uma mais em conta. O que não pode é deixar de presentear. Pensando nisso, buscamos oferecer opções na loja."

    Para garantir os presentes nas cores e tamanhos ideais, a veterinária Natália Mendes Fonseca conta que deu início às compras logo após receber a primeira parcela do décimo terceiro salário. "Comecei a comprar no início do mês de dezembro, mas ainda não consegui resolver alguns detalhes."

    De acordo com a proprietária de uma loja de roupas, Marisa Gomes Azevedo, as expectativas em termos de aumento de vendas já foi superada. "Pensávamos em aumento em torno de 30%, mas já ultrapassamos", destaca. Ela diz que a liberação da segunda parcela do décimo terceiro para grande parte da população, na última segunda-feira, dia 20 de dezembro, incrementou ainda mais o movimento. "Espero que continue assim e creio que a tendência é crescer ainda mais, já que muita gente deixa mesmo para a última hora."

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.